Busca avançada
Ano de início
Entree

Exercício físico aeróbio previne obesidade e resistência à insulina independente da modulação do sistema renina angiotensina no tecido adiposo branco subcutâneo

Processo: 19/07757-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de junho de 2019 - 30 de novembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Educação Física
Pesquisador responsável:Fabiana de Sant'Anna Evangelista
Beneficiário:Fabiana de Sant'Anna Evangelista
Instituição-sede: Escola de Artes, Ciências e Humanidades (EACH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Fisiologia do esforço  Tecido adiposo  Resistência à insulina  Sistema renina-angiotensina  Treinamento físico 

Resumo

Investigamos os efeitos do treinamento físico aeróbico (AET) sobre a resposta termogênica, metabolismo de substrato e sistema renina angiotensina (RAS) no tecido adiposo branco subcutâneo (SC-WAT) de camundongos alimentados com dieta cafeteria (CAF). Camundongos C57BL / 6J machos foram divididos em grupos: CHOW-SED (dieta controle, sedentário; n = 10), CHOW-TR (dieta controle, treinado; n = 10), CAF-SED (dieta CAF, sedentário; n = 10) e CAF-TR (dieta CAF, treinado; n = 10). AET consistiu em sessões de corrida de 60 min a 60% da velocidade máxima, cinco dias por semana durante oito semanas. O grupo CAF-SED apresentou maior peso corporal e adiposidade, intolerância à glicose e resistência à insulina (RI), enquanto o AET preveniu esses danos no grupo CAF-TR. AET reduziu a razão p-AKT / t-AKT e aumentou a expressão de ATGL nos grupos CHOW-TR e CAF-TR e aumentou a t-HSL e a razão p-HSL / t-HSL no CAF-TR. O AET preveniu a hipertrofia de adipócitos no grupo CAF-TR e aumentou a expressão da proteína UCP-1 apenas no CHOW-TR. A ACE2 sérica aumentou nos grupos CHOW-TR e CAF-TR, e a Ang (1-7) sérica aumentou no grupo CHOW-TR. No SC-WAT, o grupo CAF-TR aumentou a expressão dos receptores AT1, AT2 e Mas, enquanto o CHOW-TR aumentou a razão Ang (1-7) e Ang (1-7) / Ang II. Nenhuma alteração foi observada na ECA e Ang II. Correlações positivas foram observadas entre a UCP-1 e o kITT (r = 0,6), entre a concentração de UCP-1 e Ang (1-7) (r = 0,6) e entre a UCP-1 e a razão Ang (1-7) / Ang II (r = 0,7). Em conclusão, o AET preveniu a obesidade e a IR, reduziu as proteínas de sinalização da insulina e aumentou as proteínas sinalizadoras da lipólise no SC-WAT. Além disso, a dieta de CAF impediu a resposta termogênica induzida pelo AET e a modulação parcial da RAS sugere que o efeito protetor do AET contra obesidade e IR pode não estar associado ao RAS no SC-WAT. (AU)