Busca avançada
Ano de início
Entree

Nanotecnologia supramolecular: design, materiais e dispositivos

Processo: 18/21489-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2024
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
Pesquisador responsável:Henrique Eisi Toma
Beneficiário:Henrique Eisi Toma
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores principais:Koiti Araki
Bolsa(s) vinculada(s):19/14771-5 - Desenvolvimento de nanopartículas superparamagnéticas funcionalizadas com agentes complexantes para a captura e aproveitamento de metais estratégicos, BP.DD
Assunto(s):Nanopartículas  Nanomedicina  Química supramolecular  Nanotecnologia 

Resumo

Nanotecnologia incorporando estratégias supramoleculares é o assunto deste projeto em desenvolvimento no Instituto de Química da USP. Nesse sentido, novos complexos metálicos derivados de polipiridinas, tetrapiridilporfirinas, tetraazaporfirazinas e clusters triangulares de rutênio estão sendo usados como blocos de montagem de estruturas funcionais, visando a obtenção de eletro/fotocatalisadores, sensores e sistemas fotoeletroquimicos de alto desempenho. Da mesma forma, nanopartículas com características supramoleculares estão sendo elaboradas, a partir de núcleos plasmônicos de Ag e Au, semicondutores (TiO2), núcleos superparamagnéticos (Fe3O4, g-Fe2O3) e quantum dots (CdTe, C*), os quais são devidamente protegidos, por exemplo, com coberturas de SiO2 ou polímeros. A seguir, são aplicadas modificações com agentes químicos específicos, visando aplicações na área química, biológica ou médica, assim como o desenvolvimento de procedimentos verdes na biotecnologia e hidrometalurgia. Por exemplo, células solares sensibilizadas por corantes supramoleculares estão sendo trabalhadas segundo um planejamento vetorial. Na linha de sensores, nanopartículas plasmônicas e superparamagnéticas estão sendo aplicadas a eletrodos impressos visando a realização de experimentos eletroanalíticos com concentração magnética, e de espectroeletroquímica SERS in situ. Nanopartículas superparamagnéticas estão sendo aplicadas na nano-hidrometalurgia visando a captura, transporte e processamento de íons metálicos, incluindo eletrometalurgia e separação de terras raras. Enzimas estão sendo imobilizadas sobre nanopartículas superparamagneticas e empregadas na resolução enantiomérica e outras aplicações biotecnológicas. Finalmente, nanopartículas multifuncionais estão sendo desenvolvidas como agentes teranósticos e de contraste de imagem na medicina. Os trabalhos estão sendo conduzidos por dois grupos de pesquisa consolidados, com participação de cerca de cerca de 35 pesquisadores, contando com forte colaboração institucional e empresarial no país e exterior. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pós-doutorado em nanotecnologia na USP com bolsa da FAPESP 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
SANTOS, JONNATAN J.; TOMA, SERGIO H.; MONEZI, NATALIA M.; ANDO, ROMULO A.; CORIO, PAOLA; ARAKI, KOITI. Selecting the Mechanism of Surface-Enhanced Raman Scattering Effect using Shell Isolated Nanoparticles and an Oxo-Triruthenium Acetate Cluster Complex. Inorganic Chemistry, v. 58, n. 15, p. 10399-10407, AUG 5 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.