Busca avançada
Ano de início
Entree

Finanças na produção imobiliária e de infraestruturas: Novos processos espoliativos nas cidades latino-americanas

Resumo

A intensificação da produção imobiliária e de infraestruturas tem se mostrado como componente essencial à compreensão de mudanças urbanas e territoriais mais amplas, emergindo em muitos casos de maneira bastante associada. Essa crescente articulação entre esses dois investimentos e sua profunda relação com as finanças impõe novos desafios para a compreensão das dinâmicas urbanas, com crescente imbricamento de agentes públicos e privados.A presente proposta objetiva articular estudiosos da América Latina que se debruçam sobre a produção da cidade e sua face atual de espoliação urbana e financeira, com o intuito de promover o conhecimento sobre estes processos, discutir a constituição de novas políticas e articular resistências. A proposta sustenta que a unificação dos estudos sobre infraestruturas e serviços urbanos, imobiliário e políticas públicas sob predomínio de lógicas financeiras pode ajudar na compreensão dos processos de reestruturação particulares às cidades latino-americanas. Busca-se numa perspectiva multisciplinar ampliar o conhecimento sobre essa condição nova, com preocupações teóricas e de método. O evento, organizado em três dias, se estrutura em torno de dois eixos, que nortearão as conferências, mesas redondas e sessões temáticas. O Eixo 01 (Financeirização e transformações na produção imobiliária e de infraestruturas) visa aprofundar o debate sobre as políticas, estratégias e instrumentos financeiros e os agentes relacionados à produção do imobiliário e das infraestruturas nas cidades latino-americanas. O Eixo 2 - Transformações na lógica de apropriação da cidade, espoliação e conflitos urbanos - visa discutir as mudanças evidenciadas na reprodução social (exploração da natureza, endividamento e novas modalidades de espoliação). A fim de articular os dois eixos, sistematizar os principais resultados e propor desdobramento, o terceiro dia será dedicado a grupos de trabalho com palestrantes e pesquisadores das sessões temáticas. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio: