Busca avançada
Ano de início
Entree

Modulação autonômica cardiovascular e controle barorreflexo no 2o trimestre gestacional: estudo transversal

Resumo

Nas gestantes, as respostas autonômicas cardiovasculares a diferentes estímulos podem apresentar diferenças em relação a indivíduos não gestantes, devido a adaptações decorrentes da gestação. Diferentes análises e estímulos padronizados trazem informações complementares sobre o funcionamento do SNA, que ainda não está totalmente elucidado na gestação. O objetivo do estudo foi avaliar a resposta da modulação autonômica à mudança postural através de diferentes análises no segundo trimestre de gestação. Estudo transversal, no qual avaliamos a resposta da variabilidade da frequência cardíaca (VFC), da pressão arterial (VPA) e da sensibilidade barorreflexa (SBR) à mudança postural em gestantes na 18ª semana de gestação e não gestantes da mesma faixa etária. Verificamos que a VFC, modulação parassimpática e SBR está reduzida nas gestantes ao repouso, enquanto a complexidade da VFC e VPA está mantida. As respostas à mudança postural ocorrem no mesmo sentido com algumas diferenças, como menor proporção em relação à retirada vagal e ativação simpática. (AU)