Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de metodologias de análise de imagens e sinais de tomografia por coerência óptica (OCT) para avaliação de angiogênese cutânea

Processo: 17/21851-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2019 - 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica
Pesquisador responsável:Marcello Magri Amaral
Beneficiário:Marcello Magri Amaral
Instituição-sede: Universidade Brasil. Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Carla Roberta Tim ; Lívia Assis Garcia
Assunto(s):Tomografia de coerência óptica  Espectroscopia  Análise de imagens  Angiografia  Angiogênese  Biofotônica 

Resumo

A enxertia cutânea é uma técnica amplamente utilizada na cirurgia plástica e reparadora para o tratamento de lesões extensas da pele causadas por queimaduras, abrasões, necrose da pele após um trauma ou cirurgia e deformidades congênitas que se submeteram a correções cirúrgicas. Uma das fases de recuperação do paciente é a angiogênese. O estudo em modelo animal da modulação celular e metabólica envolvidas na angiogênese em retalho e enxerto de pele atualmente é feito por laser doppler e análise histológica invasiva. Estas técnicas, seja pela invasividade ou por questões de custo, dificultam a transferência para a prática clínica. A Tomografia por Coerência Óptica (OCT) é uma técnica não invasiva, que utiliza luz infravermelha, para construir imagens microtomográficas de estruturas biológicas. A capacidade do OCT em obter propriedades ópticas de tecidos biológicos vem sendo explorado para desenvolvimento de novos métodos diagnósticos e novas técnicas de análise do sinal e imagens OCT, isso vem ampliando seu espectro de ação, em especial a angiografia e espectroscopia OCT. Este projeto tem como objetivo principal a nucleação de um grupo de pesquisas em Tomografia por Coerência Óptica na Universidade Brasil. Para isso, propõem-se desenvolver metodologias de análise de imagens e sinais de tomografia por coerência óptica (OCT), baseado em angiografia OCT e espectroscopia OCT, para aplicação no estudo da angiogênese em enxertia cutânea. Após a conclusão deste projeto, espera-se obter uma metodologia OCT que possa ser transferido para acompanhamento clínico não invasivo de processos que envolvam angiogênese na dermatologia. (AU)