Busca avançada
Ano de início
Entree

Vitamina B12 previne falha androgênica e danos à qualidade espermática induzidos pela cimetidina em ratos

Processo: 19/11525-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de julho de 2019 - 31 de dezembro de 2019
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Histologia
Pesquisador responsável:Flávia Luciana Beltrame
Beneficiário:Flávia Luciana Beltrame
Instituição-sede: Vice-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa. Universidade Paulista (UNIP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Reprodução  Espermatozoides  Testículo 

Resumo

A cimetidina, usada como antiulceroso e adjuvante em terapias para tratamento de câncer, causa distúrbios no sistema reprodutor masculino, incluindo a esteroidogênese. No entanto, seu efeito sobre a qualidade espermática e sobre a fertilidade masculina tem sido pobremente avaliado. Uma vez que a vitamina B12 tem demonstrado recuperar o número de espermatogônias e a concentração espermática em ratos tratados com cimetidina, nós avaliamos o impacto da cimetidina sobre a qualidade espermática e sobre o potencial de fertilidade de ratos adultos, bem como se a vitamina B12 é capaz de prevenir os efeitos prejudiciais desta droga sobre a esteroidogênese e os parâmetros espermáticos. Ratos adultos foram tratados durante 52 dias consecutivos como se segue: grupo cimetidina (100mg/kg de cimetidina), grupo cimetidina/vitamina B12 (100mg/kg de cimetidina + 3µg vitamina B12), grupo vitamina B12 (3µg vitamina B12) e grupo controle (salina). Os níveis de testosterona sérica foram avaliados, e imunofluorescência associada a Western blot foi realizada para detecção da 17²-HSD6. Análises espermáticas (morfologia, motilidade, atividade mitocondrial, integridade acrossômica, integridade do DNA), análise da peroxidação lipídica e do potencial de fertilidade foram realizadas em todos os grupos. Espermátides em apoptose também foram avaliadas por imuno-histoquímica para detecção de capspase-3. Nos animais tratados com cimetidina, foram observados níveis reduzidos de testosterona e 17²-HSD6, além de alterações na espermiogênese. Baixa motilidade espermática e atividade mitocondrial foram associadas a uma alta frequência de espermatozoides com anormalidades de cauda, com acrossomos danificados e índice de fragmentação de DNA aumentado. Os níveis de MDA detectados foram normais em todos os grupos, indicando que as alterações induzidas pela cimetidina estão associadas à falha androgênica. Em conclusão, apesar do potencial de fertilidade dos ratos não ter sido afetado pelo tratamento, a qualidade espermática foi significantemente prejudicada. Portanto, considerando uma possível herança transgeracional mediada pelos espermatozoides, os efeitos em longo prazo sobre a prole devem ser investigados. A administração de vitamina B12 aos ratos machos preveniu a falha androgênica, impedindo os danos provocados pela cimetidina sobre a qualidade espermática. Portanto, esta vitamina pode ser utilizada como um agente terapêutico para manter o status androgênico e a qualidade espermática em pacientes expostos a disruptores androgênicos. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
BELTRAME, FLAVIA LUCIANA; DE SANTI, FABIANE; VENDRAMINI, VANESSA; LOURENCO CABRAL, REGINA ELIZABETH; MIRAGLIA, SANDRA MARIA; CERRI, PAULO SERGIO; SASSO-CERRI, ESTELA. Vitamin B-12 Prevents Cimetidine-Induced Androgenic Failure and Damage to Sperm Quality in Rats. FRONTIERS IN ENDOCRINOLOGY, v. 10, JUL 10 2019. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.