Busca avançada
Ano de início
Entree

IX Encontro Nacional da ANPPAS

Processo: 19/10630-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Organização de Reunião Científica
Vigência: 08 de outubro de 2019 - 11 de outubro de 2019
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Arlindo Philippi Jr
Beneficiário:Arlindo Philippi Jr
Instituição-sede: Instituto de Estudos Avançados (IEA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Estudos interdisciplinares  Brasil  Meio ambiente  Sustentabilidade  Sociedade  Gestão ambiental 

Resumo

MEIO AMBIENTE URBANO, POLÍTICAS PÚBLICAS E MEGACIDADES: DESAFIOS GLOBAIS E PERSPECTIVAS LOCAISIX Encontro Nacional da ANPPAS (Associação Nacional Pós-Graduação e Pesquisa em Ambiente e Sociedade) - Conexões, Democracia e Sustentabilidade.Melhorar a qualidade de vida da população dos grandes centros urbanos tem se mostrado um crescente desafio em meio a um mundo caracterizado por constantes transformações. Neste contexto, as mudanças ambientais globais adquirem importância expressiva, com diferentes impactos locais que se traduzem em variados desafios que se expressam de forma marcante no ambiente urbano. Políticas públicas inovadoras ampliam o potencial de enfrentamento a estes problemas, em especial as relacionadas a gestão ambiental e ao ordenamento territorial. A mesa apresentará trabalhos que trazem perspectivas aprofundadas sobre estes desafios interdisciplinares, em desenvolvimento no Programa Cidades Globais no Instituto de Estudos Avançados da Universidade de São Paulo. Será possível realizar uma rica reflexão sobre instrumentos de gestão pública ambiental que podem trazer perspectivas de adaptação e mitigação dos problemas ambientais urbanos, bem como o desenvolvimento das potencialidades locais, em uma abordagem que perpassa diversas escalas espaciais, do nível intermetropolitano ao intraurbano, na busca de respostas e soluções de problemas atuais. Neste âmbito, as propostas de políticas públicas ambientais apresentadas, aplicadas ao contexto das megacidades, podem fornecer estratégias ao enfrentamento destas questões e apresentam potencial de uma rica discussão como vetores de interdisciplinaridade. (AU)