Busca avançada
Ano de início
Entree

Trajetórias tecnológicas: estudo sobre as estruturas de inovação para os biodefensivos no Estado de São Paulo

Processo: 18/25310-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Renata Martins Sampaio
Beneficiário:Renata Martins Sampaio
Instituição-sede: Instituto de Economia Agrícola (IEA). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Carlos Eduardo Fredo ; Maria Beatriz Machado Bonacelli
Bolsa(s) vinculada(s):19/20206-9 - Estudo sobre a participação dos biodefensivos no mercado de agroquímicos e afins, BP.TT
Assunto(s):Fitossanidade  Sustentabilidade  Controle biológico  Ciência, tecnologia e inovação 

Resumo

As discussões sobre os impactos do uso de agroquímicos na agricultura mundial e brasileira colocam os resultados positivos da agricultura associados aos ganhos em produtividade, qualidade e econômicos e, também, questões ambientais e sociais em debates que abordam a perda da diversidade ecossistêmica, contaminação de solo e água, intoxicação do produtor e o consumo de alimentos com resíduos. Além disso, indústria agroquímica e a produção agrícola enfrentam as limitações das dominantes tecnologias agroquímicas materializadas na resistência das pragas e doenças e no alto custo para desenvolvimento de novas moléculas e produtos. Nesse contexto, estão os biodefensivos, tecnologias alternativas e complementares aos agroquímicos, imersas em regime tecnológico intermediário caracterizado por aspectos do desenvolvimento tecnológico agroquímico e do controle biológico em sanidade agrícola. Essa condição apresenta desafios, dentre eles a construção de marcos regulatórios e mecanismos de transferência de conhecimento capazes de acomodar a interação entre produtores, fabricantes, comerciantes e pesquisadores envolvidos no desenvolvimento e uso dos biodefensivos. Diante deste quadro, este projeto tem por objetivo caracterizar o desenvolvimento tecnológico e do mercado de biodefensivos no Estado de São Paulo, por meio da discussão teórica e conceitual sobre paradigmas, trajetórias e regimes tecnológicos, da análise da inserção dos biodefensivos no universo de produção e comercialização de fitossanitários e explorar os mecanismos de transferência de conhecimento. Os resultados contribuirão para encaminhar três de dez obstáculos colocados ao desenvolvimento dos biodefensivos na agricultura paulista e veiculados em debates organizados pela comunidade científica. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.