Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação do tecido adiposo subcutâneo e sua associação com biomarcadores inflamatórios e do metabolismo energético de pessoas vivendo com HIV/AIDS

Processo: 18/21814-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Nutrição - Bioquímica da Nutrição
Pesquisador responsável:Anderson Marliere Navarro
Beneficiário:Anderson Marliere Navarro
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Inflamação  HIV  Biologia molecular  Metabolismo energético 

Resumo

Introdução: A eficácia das terapias antirretrovirais (TARV) aumentou a expectativa de vida dos pacientes infectados pelo HIV. Entretanto, a TARV e o próprio vírus estão associados a modificações na biologia do tecido adiposo que afetam o metabolismo sistêmico, contribuindo para o desenvolvimento das alterações metabólicas e morfológicas observadas na síndrome da lipodistrofia do HIV (SLHIV). O tecido adiposo, além da sua função de armazenamento, age como um tecido endócrino. Estudos recentes tem apontado o papel do tecido adiposo marrom no metabolismo energético. Objetivo: Avaliar a associação do tecido adiposo marrom com biomarcadores inflamatórios e do metabolismo energético de pessoas vivendo com HIV/Aids com lipodistrofia. Metodologia: O estudo será realizado no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto. Serão avaliados 33 indivíduos divididos em três grupos: 1- Soropositivos para HIV em uso de TARV com lipodistrofia; 2- Soropositivos para HIV em uso de TARV sem lipodistrofia e 3- Indivíduos saudáveis (controle). Serão avaliados: o tecido adiposo marrom por tomografia computadorizada, composição corporal por DEXA, gasto energético de repouso por calorimetria indireta e exames bioquímicos (metabolismo da glicose e lipídico, adipocinas e citocinas). Uma amostra de tecido adiposo da região dorso-cervical será coletada para análises de marcadores moleculares de adipogênese, inflamação e gordura marrom e para analise da funcionalidade e densidade mitocondrial. Testes estatísticos serão empregados para avaliar as diferenças entre os grupos e as correlações entre as variáveis de interesse. (AU)