Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos de ação de RNAs longos não-codificadores envolvidos nos programas de ativação gênica em eucariotos

Processo: 18/23693-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de julho de 2019 - 30 de junho de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Biologia Molecular
Pesquisador responsável:Sergio Verjovski Almeida
Beneficiário:Sergio Verjovski Almeida
Instituição-sede: Instituto Butantan. Secretaria da Saúde (São Paulo - Estado). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Chao Yun Irene Yan ; Christoph Grunau ; Eliana Nakano ; Felipe Cesar Ferrarezi Beckedorff ; João Carlos Setubal ; Jorge Elias Kalil Filho ; Mayana Zatz ; Murilo Sena Amaral ; RONALDO DE CARVALHO AUGUSTO
Assunto(s):Schistosoma mansoni  RNA  Ativação transcricional   Eucariotos  Epigênese genética  Regulação da expressão gênica  Diferenciação celular  Células-tronco embrionárias 

Resumo

Nos últimos anos, com a intensa utilização do sequenciamento em larga-escala em substituição aos microarranjos para detecção da expressão gênica em diversos organismos, ficou evidente que, em todos os eucariotos até agora estudados, milhares de RNAs longos (> 200 nucleotídeos) não-codificadores de proteínas (lncRNAs) representam uma classe tecido-específica e muito diversa de RNAs em uma célula. Apesar disso, apenas cerca de quatro dezenas de lncRNAs em humanos tiveram seus mecanismos moleculares de ação identificados e caracterizados em detalhe, o que tem revelado seu papel como reguladores da transcrição gênica em eucariotos. O desafio atual ainda continua sendo encontrar os modelos experimentais e os processos celulares mais relevantes, buscar lncRNAs que sejam alvos chave nestes processos, e mostrar a perda e o ganho de função, em um determinado tipo celular ou órgão, quando a transcrição de um destes lncRNAs é reprimida ou ele é super-expresso. O projeto aqui proposto focaliza processos celulares relevantes em duas espécies, o homem e o parasita Schistosoma mansoni, que têm sido o interesse de estudo de nosso grupo nos últimos 15 anos. Em humanos, estudaremos a participação de lncRNAs nos programas de diferenciação de células-tronco embrionárias humanas para células do córtex neural, e para trofoblastos da placenta, e a participação de lncRNAs na regulação por andrógeno do câncer de próstata. Em S. mansoni estudaremos o papel dos lncRNAs na maturação sexual dos parasitas, na resposta dos parasitas a drogas, e a participação de lncRNAs durante a morte de parasitas in vitro, induzida pela ação de soro imune de macacos Rhesus infectados que se auto-curaram da doença. O projeto tem a vantagem de já haver obtido resultados preliminares sobre certos novos lncRNAs que são candidatos a possuir papéis reguladores sobre alguns destes processos biológicos. A aplicação de novas tecnologias para detectar a interação entre lncRNAs, proteínas e seus possíveis sítios de ligação no DNA genômico, e a detecção em paralelo das modificações de marcas da cromatina e da atividade transcricional de genes, aqui propostas, permitirão entender o papel regulatório de lncRNAs, e o conhecimento desses mecanismos de regulação poderá abrir portas para o eventual uso desses lncRNAs como alvos terapêuticos. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.