Busca avançada
Ano de início
Entree

Papel da Vitamina D sobre o Risco Cardiovascular e Prognóstico de Mulheres na Pós-menopausa com Câncer de Mama

Resumo

A doença cardiovascular (DCV) apresenta risco que aumenta ao longo de toda a vida, com especial incremento em mulheres na pós-menopausa, quando ocupam o primeiro lugar como causa de mortalidade. Por outro lado, com o aumento da expectativa de vida das mulheres tratadas de câncer de mama, semelhantemente aquelas sem câncer, o risco de morte por DCV aumenta. A deficiência de vitamina D (VD) e o aumento na prevalência da obesidade são considerados importantes questões de saúde pública, estando diretamente relacionados ao aumento da taxa de mortalidade por DCV e câncer de mama. Vários estudos têm relatado elevada frequência de hipovitaminose D em pacientes com câncer de mama. A relevante função desempenhada pela VD sobre a massa óssea está bem definida, contudo efeitos extra ósseos da VD sobre o câncer de mama estão sob investigação atual. O estudo proposto procura reconhecer o papel da vitamina D (VD) sobre o câncer de mama. Assim como a associação entre o câncer de mama e a doenças crônicas não transmissíveis como a síndrome metabólica e a doença cardiovascular. A literatura carece de estudos bem desenhados direcionados às mulheres na pós-menopausa, importante grupo de risco para hipovitaminose D, doença cardiovascular e câncer de mama, para avaliar a relação entre os valores séricos de VD e o câncer de mama. (AU)