Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeitos do envelhecimento e dimorfismo sexual na regulação hidromineral: análise do transcriptoma hipotalâmico e vias de sinalização intracelular

Processo: 19/02465-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:José Antunes Rodrigues
Beneficiário:José Antunes Rodrigues
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento  Hipotálamo  Balanço de energia  Transcriptoma  Neuroendocrinologia  Obesidade 

Resumo

O envelhecimento tem consequências sistêmicas que podem ser classificadas em quatro processos: composição corporal, balanço entre disponibilidade e demanda de energia, rede de sinais que controlam a homeostase e a neurodegeneração. A característica do processo normal de envelhecimento é um declínio na reserva fisiológica em muitos sistemas reguladores do corpo, incluindo os envolvidos na manutenção do equilíbrio de fluidos. No caso da mulher adulta os estrógenos e os progestágenos podem influenciar o sistema hormonal e neural que controlam a sede, a ingestão de líquidos, o apetite ao sódio, a regulação da excreção renal de sódio. No entanto, nas mulheres na menopausa a concentração plasmática destes hormônios diminuem e por isto pode modificar o balanço hidromineral. Também foi descrito que em camundongo o estradiol (E2) modula o núcleo arqueado (ARQ), influenciando a homeostases energética. Com base no exposto, o objetivo deste trabalho é analisar o efeito do sexo, a idade, o tratamento com 17²-estradiol e a desidratação sobre o transcriptoma hipotalâmico e interação das vias de sinalização intracelular do estradiol com a da angiotensina II. (AU)