Busca avançada
Ano de início
Entree

Perfil de microRNA comparativo em pacientes com diferentes graus de insuficiência venosa crônica

Processo: 18/06422-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2019 - 30 de abril de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Winston Bonetti Yoshida
Beneficiário:Winston Bonetti Yoshida
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FMB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Matheus Bertanha ; Patricia Pintor dos Reis
Assunto(s):Prognóstico  MicroRNAs  Procedimentos cirúrgicos vasculares 

Resumo

A ocorrência de varizes primárias pode estar associada à idade, obesidade, número de gravidezes e postura em pé. As varizes são mais prevalentes também em pacientes com antecedentes familiares de varizes, o que suscitou uma série de investigações sobre mecanismos genéticos em sua gênese e alterações na expressão de proteínas em pacientes com esta doença. Somente dois estudos avaliaram a influência da expressão de moléculas reguladoras da expressão gênica como os microRNAs (miRNAs) na fisiopatologia da mesma. Entretanto, estes estudos analisaram apenas pacientes com varizes moderadas (Classificação Clinical-Etiology-Anatomy-Pathophysiology, CEAP=4). Portanto, ainda há necessidade de ampliar o espectro de avaliação dessa patologia, incluindo-se pacientes com varizes de diferentes graus de gravidade da doença. Sendo assim, propomos determinar e comparar o perfil global de expressão de miRNAs em amostras de varizes de pacientes com insuficiência venosa crônica e com varizes desde CEAP 2 até CEAP 5. Serão selecionados 5 pacientes por grupo : Grupo 1- Referência sem varizes (CEAP 0) ; Grupo 2- CEAP 2; Grupo 3 - CEAP 3; Grupo 4- CEAP 4 e Grupo 5 CEAP 5 . Os grupos com varizes primárias, terão diagnóstico clínico e de mapeamento duplex e submetidos à cirurgia convencional de varizes. Desses pacientes, amostras de veias safenas magnas varicosas serão obtidas e utilizadas para análise da expressão de miRNAs. A expressão global de miRNAs será determinada utilizando a plataforma GeneChip microRNA array (Thermo Fisher Scientific). Os miRNAs com expressão anormal serão mapeados em vias moleculares potencialmente associadas ao desenvolvimento e progressão da doença. Estudos como esse podem ter importantes implicações futuras sobre o prognóstico e na identificação de novas estratégias de tratamento dos pacientes. (AU)