Busca avançada
Ano de início
Entree

Dor crônica e desempenho cognitivo em idosos cuidadores: um estudo longitudinal

Processo: 18/23756-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2019 - 30 de junho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem
Pesquisador responsável:Priscilla Hortense
Beneficiário:Priscilla Hortense
Instituição-sede: Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS). Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR). São Carlos , SP, Brasil
Pesq. associados:Karina Gramani Say ; Marielli Terassi ; Pedro Jose Montoya Jimenez ; Sofia Cristina Iost Pavarini
Assunto(s):Dor crônica  Estudos longitudinais 

Resumo

O crescimento da população idosa vem ocorrendo de maneira acelerada em todo o mundo. Os idosos em algum momento de sua vida podem necessitar de cuidados realizados por outras pessoas. Os estudos têm demonstrado que o número de idosos que realizam o cuidado a outro idoso no mesmo domicílio tem aumentado nos últimos anos. O ato de cuidador pode acarretar um maior número de comorbidades, entre elas a dor crônica. A dor crônica é um dos principais agravos de saúde relatados por pessoas com mais de 60 anos. A dor pode influenciar negativamente as variáveis sociais, psicológicas e cognitivas, sendo que alguns estudos descrevem um pior desempenho cognitivo em indivíduos com dor crônica. Dessa maneira o presente estudo tem como objetivo analisar se a dor crônica é uma variável preditora do declínio cognitivo em idosos cuidadores. Trata-se de um estudo quantitativo e longitudinal, realizado com idosos cuidadores com idade igual ou superior a 60 anos. Serão entrevistados 350 idosos cuidadores que participaram de uma pesquisa anterior que ocorreu em 2014. A coleta de dados ocorrerá no domicilio dos participantes que aceitarem participar da pesquisa. Serão reavaliados as características sociodemográficas, de saúde, cuidado prestado, dor crônica, sintomas depressivos, sobrecarga, estresse e funcionalidade. (AU)