Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da adaptação de genótipos, uso de azospirillum brasiliense e preservação de um banco de germoplasma de arroz de terras altas na nova alta paulista - são paulo

Processo: 18/18895-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Fitotecnia
Pesquisador responsável:Samuel Ferrari
Beneficiário:Samuel Ferrari
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Agrárias e Tecnológicas. Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Dracena. Dracena , SP, Brasil
Pesq. associados:Diego Cunha Zied ; Gustavo Do Valle Polycarpo
Assunto(s):Sistemas de produção  Oryza sativa  Fixação de nitrogênio 

Resumo

Alimentos como arroz, milho e feijão são fontes primárias de nutrientes, estando entre os mais importantes na dieta da população brasileira além de apresentarem produtos com alto valor nutricional. A região Oeste do Estado de São Paulo possui condições edafoclimáticas adequadas para o desenvolvimento da cultura do arroz. Pesquisas com a utilização de Azospirillum brasilense em gramíneas são recentes e apresentam grande potencialidade de utilização pois mostram ganhos em rendimento e/ou possibilidade da redução das dosagens de fertilizante nitrogenados. Nesse sentido, pesquisas que busquem informações sobre adaptação de genótipos de arroz de terras altas aliadas ao uso de inoculante são estratégias para preservação ambiental além de fortalecer a economia regional. Com base no pressuposto, o presente trabalho tem por objetivo avaliar a adaptação de genótipos de arroz de terras altas às condições de cultivo do Oeste Paulista assim como associar estratégias de uso de Azospirillum brasiliense. As avaliações irão ocorrer na Fazenda Experimental da Universidade Estadual Paulista, Câmpus de Dracena. Será realizado o monitoramento para período de florescimento e maturação das panículas; caracterização vegetativa das plantas, avaliação da produção de matéria fresca e seca da parte aérea; estado nutricional dos genótipos, acompanhamento dos teores de clorofila; avaliações de componentes de produção e produtividade de grãos, além de determinação dos teores nutricionais de macro e micronutrientes nos grãos. Os dados médios, das características avaliadas, serão submetidos à análise de variância pelo teste F e, as médias comparadas pelo teste de Skott Knott a 5% utilizando o pacote computacional Genes. (AU)