Busca avançada
Ano de início
Entree

Dispositivo médico de previsão de crises epilépticas

Processo: 18/19877-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Circuitos Elétricos, Magnéticos e Eletrônicos
Pesquisador responsável:Paula Renata Cerdeira Gomez
Beneficiário:Paula Renata Cerdeira Gomez
Empresa:Gomez & Gomez Ltda. - ME
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: São Paulo
Pesq. associados:Conrado Leite de Vitor ; Giuliano Leite de Vitor ; Newton Bomeisel Cardoso
Vinculado ao auxílio:16/08272-8 - Detecção antecipada de surtos epilépticos, AP.PIPE
Bolsa(s) vinculada(s):20/04626-5 - Dispositivo médico de previsão de crises epilépticas, BP.TT
20/00773-3 - Dispositivo médico de previsão de crises epilépticas, BP.TT
19/25024-6 - Dispositivo médico de previsão de crises epilépticas, BP.TT
19/15774-8 - Dispositivo médico portátil de alerta antecipado de crises epilépticas, BP.PIPE
Assunto(s):Eletroencefalografia  Dispositivos e instrumentos médicos  Epilepsia  Dinâmica não linear  Sistemas dinâmicos  Eletrônica  Softwares 

Resumo

O projeto consiste no desenvolvimento de um dispositivo portátil para pacientes com epilepsia que avisa o paciente, com 25 minutos de antecedência, sobre uma crise iminente. Um dos grandes desafios para quem tem epilepsia é prever quando uma crise vai acontecer. Pacientes, seus familiares e cuidadores frequentemente passam por altos níveis de estresse e angústia devido à imprevisibilidade sobre o momento da ocorrência da crise. Isto tem um impacto significativo na qualidade de vida dessas pessoas e as limita na execução de tarefas diárias. O dispositivo consiste de eletrodos conectados a um hardware. Os eletrodos detectam e enviam sinais de EEG (eletroencefalograma) para o processador que executa constantemente a análise do sinal através de um software embarcado. Após comprovada essa viabilidade técnica na fase 1 do PIPE, partimos para o desenvolvimento do produto em si. Disto consiste este pedido de PIPE 2. Para tal vamos atuar em 10 áreas diferentes mostradas na Figura 1: hardware eletrônico, firmware, software, análise de Big Data, desenvolvimento web, desenvolvimento de aplicativo, design mecânico, pesquisa de mercado, estudo de regulamentações e elaboração de protocolos médicos que se aplicam ao dispositivo, e consultoria médica tanto para funcionamento requerido do dispositivo, como para orientação quanto a sinais de eletroencefalogramas e auxílio em testes. (AU)

Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (1 total):
This is a man’s world, even among startups. But more female investors may be the key to change that