Busca avançada
Ano de início
Entree

Vivakey: hotéis digitais

Processo: 18/22509-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de julho de 2019 - 30 de junho de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Convênio/Acordo: FINEP - PIPE/PAPPE Subvenção
Pesquisador responsável:Felipe André Cordeiro Pirotta
Beneficiário:Felipe André Cordeiro Pirotta
Empresa:Advance Soluções em Informática Ltda
Município: Hortolândia
Pesq. associados: Fabio da Silva ; João Paulo Pereira Silva ; Jorge Miguel Carraro Gattaz Abdalla ; Rhullian Marcos de Siqueira Damião

Resumo

A presente proposta tem como objetivo inserir a tecnologia desenvolvida durante a execução do projeto (AIRKEY - CONTROLE DE ACESSO SOCIAL UTILIZANDO DISPOSITIVOS MOVEIS, 2015) no mercado de hotelaria e hospitalidade, adicionando funcionalidades e serviços de forma a oferecer um sistema inovador com diferenciais determinantes para a comercialização da tecnologia em questão. O produto derivado deste projeto de pesquisa e desenvolvimento será um sistema de gestão hoteleiro que reduz os custos operacionais de um hotel para até um terço dos custos atuais, de tal forma a proporcionar uma experiência totalmente digital aos hóspedes. Nesse sentido, pode-se compreender que o objetivo macro deste trabalho será aplicar a tecnologia já desenvolvida pela empresa para implementar um hotel digital, operado por dispositivos conectados, aplicativo mobile, inteligência artificial e BigData.Atualmente existem mais dispositivos conectados à Internet do que pessoas, e isso retrata um cenário prospectivo onde cada vez mais "coisas" estarão gerando informações e utilizando a rede para se comunicarem e tomarem ações diretas e decisivas no mundo físico. A tecnologia desenvolvida em parceria com a FAPESP permite que dispositivos conectados às portas possam reconhecer pessoas de forma segura e tomar decisões sobre abertura de portas mediante autorizações prévias. Este projeto de pesquisa irá fazer pesquisa e desenvolvimento para termos um sistema único integrado a este sistema de identificação de pessoas e gestão de acessos a fim de melhorar a experiência de se usar um hotel e diminuir custos para o hotel. O desafio neste momento é, então, projetar e desenvolver um software em nuvem de gestão de unidades habitacionais, de operação de limpeza e de manutenção dos quartos, conhecido comercialmente como PMS, integrado a plataforma Magikey e com um aplicativo Móvel que permita aos hóspedes terem uma experiência digital desde a reserva até a entrada no quarto do hotel. Também temos como desafio simplificar e baratear nosso hardware com intuito de poder facilitar a instalação e manutenção além de permitir um modelo de negócio baseado em comodato.Esse novo sistema permite que as transações digitais de reserva, pagamento, checkin e checkout sejam integradas diretamente às fechaduras inteligentes conectadas a internet. Em outras palavras, uma vez que um hóspede faz a reserva, pagamento e checkin, o acesso é concedido automaticamente pelo período de tempo determinado. O objetivo é ter uma solução simples e rápida que automatiza a reserva, o pagamento e o acesso ao usuário, o que proporciona conveniência ao usuário e redução de custos para os proprietários de hotéis (além de redução de erros de operação). Além disso, o uso da tecnologia Magikey, garante segurança, escalabilidade e robustez com relação a intermitências de internet nesse processo de automação. Os proprietários de hotéis podem, dessa forma, deixar a complexidade do gerenciamento de reservas, pagamentos e controle de acesso a um sistema simples e intuitivo. O objetivo é simplificar processos fragmentados e fornecer uma solução segura, fácil e com bom custo benefício.Dois desafios técnicos fazem parte da solução final proposta. O primeiro deles está em desenvolver uma solução all-in-one e plug and play que seja capaz de automatizar a operação hoteleira, desde a reserva do quarto na plataforma de anúncio até o checkout do hóspede, permitindo um baixo custo operacional, baixa taxa de erros humanos, ótima usabilidade, grande inteligência e segurança embarcada e uma experiência totalmente nova, que atende a sociedade moderna e à tendência do consumo colaborativo. O outro está relacionado a tornar a estrutura de hardware (controladora e leitora atual) em uma estrutura com apenas um dispositivo, com baixo consumo de energia e com custo mais baixo, que se comunica diretamente com a nuvem e toma todas as decisões de forma local, segura e confiável. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.