Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de métodos analíticos para determinação dos alcalóides da ayahuasca em diferentes matrizes aplicando estratégias de Química Analítica Verde

Processo: 18/24770-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Análise Toxicológica
Pesquisador responsável:Mauricio Yonamine
Beneficiário:Mauricio Yonamine
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Farmacêuticas (FCF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Espectrometria de massas  Cromatografia  Ayahuasca 

Resumo

A ayahuasca é uma bebida indígena alucinógena usada com propósito xamânico e espiritual, cuja utilização data do período pré-colombiano na região da bacia amazônica. Esta bebida é normalmente preparada através da decocção das plantas Psicotria viridis e Banisteriopsis caapi. As ²-carbolinas presentes no cipó B. caapi são responsáveis pela inibição da enzima monoaminoxidase-A (MAO-A), permitindo que o alucinógeno DMT (dimetiltriptamina) presente nas folhas de P. viridis chegue ao seu sítio ativo e promova a ação alucinógena, sobretudo em receptores serotoninérgicos. Com uso disseminado no Brasil, América do Norte e Europa, o chá da ayahuasca tem despertado grande interesse no meio científico e é objeto de estudo de vários grupos de pesquisa no Brasil. Neste contexto, o desenvolvimento de metodologias analíticas que permitam a determinação dos principais alcaloides desta bebida em diversas matrizes representa grande importância e é demanda constante no Laboratório de Análises Toxicológicas da USP por pesquisadores provenientes de várias instituições no Brasil. Além disso, nossa equipe de pesquisa acredita na importância de promover o desenvolvimento de tecnologia analítica de extração de amostras que respeitem a tendência global de desenvolvimento sustentável através da aplicação de estratégias de 'química analítica verde' (Green Analytical Chemistry - GAC), a saber: minimização do consumo de solventes e energia, eliminação de agentes derivatizantes, baixo custo e facilidade de execução. Dessa forma, o objetivo deste trabalho é desenvolver e validar métodos de extração dos alcaloides da ayahuasca em amostras de chá, plasma, urina e cabelo, utilizando métodos baseados em GAC, com intuito de atender a demanda de grupos de pesquisa em ayahuasca de várias instituições do país. (AU)