Busca avançada
Ano de início
Entree

Dieta, inflamação sistêmica e desfechos à saúde em pessoas em dois diferentes fenótipos de envelhecimento

Processo: 18/25368-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Saúde Pública
Pesquisador responsável:Sandra Maria Lima Ribeiro
Beneficiário:Sandra Maria Lima Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Saúde Pública (FSP). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento  Dieta  Nutrição  Síndrome de resposta inflamatória sistêmica 

Resumo

O presente estudo pretende investigar as associações entre dieta, atividade física, inflamação sistêmica de baixo grau (ISBG) e marcadores do envelhecimento, em dois grupos populacionais que parecem envelhecer de forma diferenciada: (a) pessoas que vivem com o vírus HIV e fazem uso de terapia antirretroviral; (b) pessoas com transtornos mentais comuns e que fazem uso de medicamentos específicos para esse fim. Serão realizados dois estudos independentes, incluindo (a) pessoas que frequentam um ambulatório específico para controle do HIV (SEAP/HCFMUSP); (b) pessoas que utilizam o serviço de dispensação de medicamentos no Instituto de Psiquiatria do HCFMUSP. Para ambos os estudos será idealizada uma amostra de 300 participantes, sendo 50 pessoas para cada um dos seguintes grupos de faixa etária: 18 a 29 anos; 30 a 39 anos; 40 a 49 anos; 50 a 59 anos; 60 ou mais anos. Para ambos os estudos serão investigados: dados gerais e hábitos de vida (consulta de dados de saúde e de uso de medicamentos em prontuário; avaliação do consumo alimentar e da atividade física), metabolismo energético (gasto energético de repouso), composição corporal e funcionalidade (antropometria, bioimpedância, DEXA, predição de sarcopenia e fragilidade), saúde intestinal (por escala de Bristol e Critério de Roma), inflamação sistêmica e permeabilidade intestinal (por marcadores plasmáticos), senescência do sistema imune (por citometria), e estado mental (cognição e transtornos mentais). Apenas para o estudo com pessoas com HIV, será avaliado o microbioma intestinal. Em ambos os estudos, os dados serão analisados em três etapas: (a) Todas as variáveis serão comparadas de acordo com as faixas etárias; (b) Todas as variáveis serão investigadas quanto à associação com o índice inflamatório da dieta (calculada a partir dos dados de consumo alimentar); (c) Serão tentados diferentes modelos de regressão múltipla, linear ou logística, considerando os resultados obtidos no item "b". Nesses modelos, além da presença do índice inflamatório da dieta, serão inseridas como variáveis independentes de controle o sexo, a idade, o tipo e o tempo de uso do medicamento, e o nível de atividade física. Os dados obtidos, além de passarem a constituir uma fonte de informação sobre o envelhecimento desses grupos, permitirá o delineamento de intervenções não farmacológicas para controle da ISBG e da antecipação dos sintomas do envelhecimento nesses grupos. (AU)