Busca avançada
Ano de início
Entree

Aspectos moleculares da resposta do hospedeiro na periodontite apical persistente

Processo: 18/21130-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Endodontia
Pesquisador responsável:Manoel Damiao de Sousa Neto
Beneficiário:Manoel Damiao de Sousa Neto
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesq. associados:Jardel Francisco Mazzi Chaves
Assunto(s):Tomografia computadorizada de feixe cônico  Lesões periapicais  Polimorfismo genético  Remodelação óssea 

Resumo

Polimorfismos genéticos são diferenças na sequência do DNA humano que podem alterar aexpressão gênica e influenciar na susceptibilidade do organismo frente a doenças bem comonas suas respostas ao meio ambiente. Desta forma, além de fatores microbianos e mecânicosrelacionados ao canal radicular propriamente dito, fatores intrínsecos ao hospedeiro podeminterferir no sucesso do tratamento endodontico e na necessidade de reintervenção. Esteestudo investigará aspectos moleculares de lesões periapicais por meio de avaliaçãohistopatológica e imunohistoquímica, da análise de expressão gênica por RT-PCR, bem comoa discriminação alélica por RT-PCR da saliva e dosagem de citocinas por meio de ensaioimunoenzimático (ELISA). Os aspectos imaginológicos, observados no desenvolvimento eprogressão da periodontite apical por meio de tomografia computadorizada de feixe cônico(TCFC), serão usados como parâmetros fenotípicos para a compreensão dos aspectosmoleculares envolvidos na etiologia da infecção endodôntica persistente. Pacientes comdiagnóstico de necrose pulpar que, após o tratamento endodôntico, ainda apresentam lesãoperiapical persistente serão selecionados para o estudo. Serão coletas amostras de saliva comofonte de DNA genômico e, no momento cirúrgico, será realizada a coleta da lesão periapical.Após o processamento das amostras, será realizada a genotipagem para RANK, RANKL,OPG, SOCS-1, SOCS-2, SOCS-3 e TNF-± por RT-PCR, bem como classificaçãohistopatológica e análise imunohistoquímica, além da dosagem de citocinas por ELISA eexpressão gênica por RT-PCR. Parâmetros de forma, volume, área, perímetro, localização eextensão das lesões serão obtidos por meio das imagens de TCFC. (AU)