Busca avançada
Ano de início
Entree

Bioprospecção do potencial aromático de espécies nativas do bioma Mata Atlântica no estado de São Paulo: ocorrência, taxonomia, caracterização química, genética e fisiológica de populações

Processo: 03/08896-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Parceria para Inovação Tecnológica - PITE
Vigência: 01 de novembro de 2005 - 30 de novembro de 2008
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Marcia Ortiz Mayo Marques
Beneficiário:Marcia Ortiz Mayo Marques
Instituição-sede: Instituto Agronômico (IAC). Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (APTA). Secretaria de Agricultura e Abastecimento (São Paulo - Estado). Campinas, SP, Brasil
Empresa: Natura Inovação e Tecnologia de Produtos Ltda
Assunto(s):Óleos essenciais  Desenvolvimento sustentável  Plantas aromáticas  Biodiversidade  Cosmetologia 

Resumo

O Brasil é o país com a maior diversidade genética vegetal do mundo, contando com mais de 55.000 espécies catalogadas, de um total estimado entre 350.000 a 550.000 (Simões et al., 1999), consistindo em importante potencial de desenvolvimento sócio-econômico para o país, como fonte de corantes, óleos vegetais, gorduras, fitoterápicos, antioxidantes e óleos essenciais para o setor produtivo. Industrialmente os óleos essenciais e/ou produtos derivados são empregados como matérias-primas para as indústrias de higiene e limpeza, alimentos e bebidas, farmacêutica e cosmética, além de apresentarem atividade antimicrobiana, antifúngica, antioxidante, etc. A indústria brasileira de higiene pessoal, perfumaria e cosméticos apresentou um crescimento médio de 5,0% nos últimos 5 anos, com faturamento liquido de R$ 9,5 bilhões em 2002, com previsão de crescimento de 15% para 2003, demonstrando a potencialidade econômica do setor (Abihpec, 2002). A crescente busca das empresas por novos produtos nesta área constitui importante nicho de mercado para a exploração comercial da flora aromática nacional. A exploração comercial desses recursos genéticos deve levar em conta, além do fornecimento contínuo dos óleos essenciais, a conservação dos ecossistemas e a melhoria das condições de vida das populações locais. Deve-se considerar também a identificação correta do material utilizado, uma vez que as populações de uma espécie podem apresentar significativa variabilidade genética e química. A exploração sustentável das espécies de interesse comercial deve ser feita, dessa maneira, com base na determinação taxonômica correta e em informações sobre a sua distribuição geográfica, e em estudos demográficos, de biologia reprodutiva, de variabilidade genética" química e fisiológica. O conjunto dessas informações permite, além do manejo sustentável, a domesticação e o cultivo das espécies, diminuindo ou mesmo eliminando o impacto negativo do extrativismo predatório. Dentro deste contexto, Este projeto tem por objetivo final oferecer ao setor produtivo, fontes alternativas e/ou novos óleos essenciais e princípios bioativos e subsídios para a conservação e futura exploração sustentável das espécies. Para que este objetivo seja atendido tem por objetivos parciais: a) bioprospecção de espécies nativas da flora aromática do bioma Mata Atlântica do estado de São Paulo, através da avaliação da composição química, olfativa, atividade antimicrobiana e antioxidante dos óleos essenciais; b) identificar taxonomicamente as espécies, observar em campo os ambientes de ocorrência e avaliar a abundância, freqüência e dinâmica demográfica dessas espécies em diferentes populações; c) avaliar a variabilidade genética via marcador molecular e a caracterização citogenética de diferentes populações e identificação das síndromes de polinização e de dispersão; d) estudo da cinética e controle de crescimento e desenvolvimento das espécies. Serão realizadas viagens de campo, para diferentes regiões do estado, para observação e coleta de espécies de famílias de plantas pré-selecionadas. Na primeira etapa do projeto serão observadas a freqüência, abundância das espécies e o potencial de uso dos óleos essenciais diagnosticado através da caracterização química, avaliação olfativa e atividade antimicrobiana e antioxidante, que servirão de base para a escolha de até 10 espécies para estudos mais detalhados (caracterização química e avaliação olfativa e da atividade antimicrobiana e antioxidante dos óleos essenciais, caracterização por meio de marcadores moleculares e citogenética, polinização, fisiologia, dinâmica demográfica) envolvendo suas populações. Os óleos essenciais serão extraídos por hidrodestilação e a composição química efetuada através da cromatografia a gás (CG-DIC, CG-EM). As atividades antimicrobiana e antioxidante dos óleos essenciais serão avaliadas segundo metodologia estabelecida pela empresa parceira Natura Cosméticos. Para a análise das espécies e populações selecionadas serão estudadas: a variabilidade genética via marcadores RAPD; a caracterização citogenética via ISH e polinica avaliando processos de formação, produção, capacidade de combinação e dispersão de pólen; estudos fisiológicos serão desenvolvidos em plântulas, via semente, ou mudas, para cultivo em condições minimamente controladas e determinada a altura, acúmulo de matéria seca, área foliar e cálculo de velocidade de crescimento, índice de área foliar e estimativa de potencial produtivo das espécies. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pesquisa colaborativa reconhecida 
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Parceria bem-sucedida 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
PERIGO, CRISLENE VAZ; TORRES, ROSELI B.; BERNACCI, LUIS C.; GUIMARAES, ELSIE F.; HABER, LENITA L.; FACANALI, ROSELAINE; VIEIRA, MARIA A. R.; QUECINI, VERA; MARQUES, MARCIA. ORTIZ M. The chemical composition and antibacterial activity of eleven Piper species from distinct rainforest areas in Southeastern Brazil. INDUSTRIAL CROPS AND PRODUCTS, v. 94, p. 528-539, DEC 30 2016. Citações Web of Science: 6.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.