Busca avançada
Ano de início
Entree

Física de núcleos exóticos com o sistema RIBRAS (Radioactive Ion Beams in Brasil)

Processo: 19/02759-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2019 - 31 de maio de 2021
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física Nuclear
Pesquisador responsável:Rubens Lichtenthäler Filho
Beneficiário:Rubens Lichtenthäler Filho
Instituição-sede: Instituto de Física (IF). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alinka Lépine ; André da Silva Serra ; Juan Antonio Alcántara Núñez ; Juan Carlos Zamora Cardona ; Kelly Cristina Cezaretto Pires ; Marlete Pereira Meira de Assuncao ; Valdir Guimarães
Assunto(s):Núcleos exóticos  Clusters  Reações nucleares  Fusão nuclear  Espalhamento elástico 

Resumo

Estudos envolvendo núcleos leves fora da linha de estabilidade são um campo de pesquisa de grande interesse pois engloba desde novos fenômenos como o halo nuclear, estruturas de aglomerados (cluster), novos números mágicos, até implicações em problemas fundamentais da astrofísica nuclear como a síntese dos elementos pesados. No sistema RIBRAS produzimos feixes secundários de núcleos leves tais como 6He, 7Be, 8Li, 8B, 10Be, 12B e outros. Desde 2004 temos realizado experiências envolvendo a colisão vários destes núcleos em alvos, leves, médios e pesados. Neste período, foi desenvolvido um longo programa de medidas de espalhamento elástico, reações de dissociação (breakup) e transferência de neutrons no RIBRAS. Um passo além está sendo dado no sentido de se medir outros canais de reação como fusão nuclear e espalhamento inelástico que são muito importantes para uma compreensão dos aspectos de estrutura e reações envolvendo projéteis exóticos leves.Atualmente o RIBRAS é um sistema multi-usuário que conta com a colaboração de mais de 20 pesquisadores da USP-SP, UFF-RJ, UNIFESP além de colaboradores internacionais. O presente projeto consiste no fornecimento de helio líquido para manutenção do RIBRAS no período 2019/2020 e na extensão do aparato experimental para medidas de outros canais de reação como fusão e espalhamento inelástico, utilizando um novo sistema de detecção partícula-gama em coincidência que está em fase de montagem. (AU)