Busca avançada
Ano de início
Entree

Mecanismos celulares e moleculares envolvidos no envelhecimento cardíaco: efeitos da supressão específica de NF-kB em cardiomiócitos

Processo: 19/06435-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Morfologia - Anatomia
Pesquisador responsável:Ana Paula Cremasco Takano
Beneficiário:Ana Paula Cremasco Takano
Instituição-sede: Instituto de Ciências Biomédicas (ICB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Assunto(s):Envelhecimento  NF-kappa B  Coração  Miócitos cardíacos  Senescência celular 

Resumo

A população de idosos está crescendo rapidamente. A longevidade representa uma conquista, mas é acompanhada por uma questão desfavorável, uma vez que o envelhecimento está relacionado ao desenvolvimento de várias doenças. Neste contexto, as doenças cardiovasculares correspondem às principais causas de morbidade e mortalidade nas pessoas idosas. O envelhecimento provoca danos na estrutura e função do coração, resultantes de processos celulares e teciduais que envolvem a inflamação e o estresse oxidativo. O fator de transcrição NF-kB é responsável por mediar respostas que ocorrem nestas condições e, consequentemente, representa um possível agente capaz de integrar mecanismos celulares e moleculares que ocorrem no tecido cardíaco. Estes mecanismos incluem a senescência celular, alteração no comprimento de telômeros associado à maior suscetibilidade à danos ao DNA, desregulação de sinalizações celulares, entre outros. O objetivo principal é avaliar a participação de NF-kB nestes mecanismos que levam ao envelhecimento do coração. Para tal, serão utilizados camundongos transgênicos que apresentam a supressão de NF-kB especificamente em cardiomiócitos, submetidos ao envelhecimento natural e/ou induzido por D-galactose. Serão avaliados: a) parâmetros funcionais do coração; b) aspectos da morfologia cardíaca; c) senescência celular; e d) outros mecanismos associados ao envelhecimento, como dano ao DNA, apoptose de cardiomiócitos, marcadores de autofagia, enzimas antioxidantes, vias de sinalização associadas à longevidade como IGF-1R, mTOR, AMPK e SIRT1. Os resultados contribuirão com a melhor compreensão dos mecanismos envolvidos no processo de envelhecimento cardíaco. Este conhecimento poderá direcionar o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas, com intuito de beneficiar indivíduos que gradativamente envelhecem e que poderão ter o adiamento ou a atenuação das manifestações cardíacas associadas às doenças cardiovasculares. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.