Busca avançada
Ano de início
Entree

Atributos físicos do solo em área de arroz e feijão com aplicação de composto de lodo de esgoto

Processo: 19/07482-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Rafael Montanari
Beneficiário:Rafael Montanari
Instituição-sede: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira , SP, Brasil
Assunto(s):Qualidade do solo  Agricultura sustentável 

Resumo

Com o tratamento de esgoto urbano gera-se um grande volume de lodo e um dos destinos que se tem dado ao mesmo é o uso nos solos agrícolas. O emprego do lodo de esgoto como adubo orgânico, é uma alternativa segura para a disposição final desse resíduo. Deste modo objetiva-se com este projeto avaliar o efeito da aplicação de diferentes doses de composto de lodo de esgoto nos atributos físicos de um Latossolo VERMELHO DISTRÓFICO argiloso sob as culturas de arroz e feijão em diferentes safras agrícolas. Será instalado um experimento em condições de campo, em Selvíria-MS, tendo como cultura de verão o arroz seguido do feijão na safrinha, nos anos agrícolas de 2017/2018 e 2018/2019. O delineamento experimental utilizado será em blocos casualizados, com quatro repetições. Os tratamentos serão originados de esquema fatorial 4 x 1 + 1, sendo: quatro doses de CLE (5,0; 7,5; 10,0 e 12,5 t ha-1), um modo de aplicação (nas entrelinhas das culturas) e um tratamento controle (sem aplicação do composto). A análise dos atributos do solo será através da coleta em três profundidades (0,00 a 0,05 m; 0,05 a 0,10 m; 0,10 a 0,20 m) para avaliação da densidade do solo (DS), resistência à penetração (RP), macroporosidade (Ma), microporosidade (Mi), porosidade total (PT), diâmetro médio ponderado (DMP), Índice de Estabilidade dos Agregados (IEA), intervalo hídrico ótimo (IHO), curva de retenção de água no solo, infiltração acumulada de água, matéria orgânica (MO), carbono orgânico (CO) e estoque de carbono orgânico (EstC). Para cada atributo do solo estudado, será efetuada a análise descritiva clássica, com auxílio do software estatístico SAS 9.4 (2016). Também será realizada a análise de fatorial para comparação dos tratamentos. (AU)