Busca avançada
Ano de início
Entree

Desempenho, características de carcaça, qualidade de carne e lipogênese intramuscular em bovinos inteiros e castrados

Processo: 19/11028-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Zootecnia - Produção Animal
Pesquisador responsável:Otávio Rodrigues Machado Neto
Beneficiário:Otávio Rodrigues Machado Neto
Instituição-sede: Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia (FMVZ). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Botucatu. Botucatu , SP, Brasil
Pesq. associados:Marcos Roberto Chiaratti ; Welder Angelo Baldassini
Assunto(s):Ácidos graxos  Lipogênese  Bovinocultura de corte  Confinamento 

Resumo

Objetiva-se com esse estudo investigar o efeito da classe sexual (machos castrados e não-castrados) sobre o consumo, desempenho, características de carcaça, qualidade de carne, expressão gênica, perfil mineral e proteômico do tecido muscular esquelético de bovinos precoces F1 Angus-Nelore terminados em confinamento. Serão utilizados 640 animais, submetidos à terminação em confinamento imediatamente após adesmama por período de 180 dias. As variáveis avaliadas serão: ingestão de matéria seca e nutrientes, ganho de peso diário, peso de carcaça quente e fria, pH final, área de olho de lombo e espessura de gordura subcutânea. Amostras do músculo longissimus thoracis (LT) serão coletadas entre as 12ª e 13ª costelas da meia-carcaça esquerda para a condução de análises físico-químicas de qualidade. Imediatamente ao abate, alíquotas do músculo LT serão colhidas da meia-carcaça direita desses animais, para análise de biologia molecular. Com as amostras do músculo LT do lado esquerdo da carcaça serão determinados: Força de cisalhamento, perdas por cocção, índice de marmorização, luminosidade, Chroma e Hue, composição química, perfil mineral e perfil de ácidos graxos. No ensaio molecular serão estudados a expressão de genes relacionados à lipogênese intramuscular e, adicionalmente, o proteôma do tecido muscular. Além disso, as relações entre as variáveis de consumo, desempenho, qualidade de carcaça e carne, perfil de ácidos graxos, perfil mineral, expressão gênica e proteôma serão estudadas por abordagem estatística multivariada, incluindo análise de componentes principais, de agrupamento e análise discriminante. As hipóteses são que bovinos F1 Angus-Nelore machos não-castrados, terminados em confinamento (>160 dias) e abatidos jovens (com menos de 24 meses) podem produzir carne com coloração, maciez e teor de gordura intramuscular semelhante à de bovinos castrados quando submetidos ao mesmo manejo alimentar. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.