Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação da diversidade genética em Colossoma macropomum para programas de pré-melhoramento genético no Brasil e Peru

Processo: 19/08972-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2019 - 31 de agosto de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Recursos Pesqueiros e Engenharia de Pesca - Aquicultura
Convênio/Acordo: Concytec
Proposta de Mobilidade: SPRINT - Projetos de pesquisa - Mobilidade
Pesquisador responsável:Diogo Teruo Hashimoto
Beneficiário:Diogo Teruo Hashimoto
Pesq. responsável no exterior: Milthon Honorio Muñoz Berrocal
Instituição no exterior: Universidad Nacional Agraria de la Selva (UNAS), Peru
Instituição-sede: Centro de Aquicultura (CAUNESP). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Jaboticabal. Jaboticabal , SP, Brasil
Instituição parceira: Consejo Nacional de Ciencia, Tecnología e Innovación Tecnológica (CONCYTEC)
Pesq. associados: Lieschen Valeria Guerra Lira
Vinculado ao auxílio:18/08416-5 - Estudo de associação genômica ampla de baixo custo e predições genômicas para resistência a Aeromonas hydrophila em pacu (Piaractus mesopotamicus), AP.R
Assunto(s):Piscicultura  Peixes de água doce  Tambaqui  Colossoma macropomum  Variação genética  Melhoramento genético  Brasil  Peru (país)  Cooperação internacional 

Resumo

A aquicultura é projetada como uma das principais fontes de proteína para suprir o aumento do consumo mundial nas próximas décadas. O Brasil e o Peru são fundamentais para o desenvolvimento da aquicultura mundial, especialmente para espécies nativas da região Amazônica. A diversificação de espécies aquícolas e o cultivo de espécies nativas são de particular interesse na América do Sul. A espécie Colossoma macropomum (tambaqui ou gamitana) ocorre nas bacias hidrográficas do rio Amazonas e corresponde ao peixe de água doce mais produzido na aquicultura da América do Sul. Portanto, C. macropomum representa um dos principais peixes candidatos a serem melhorados por meio de seleção genética, especialmente devido à sua aceitação no mercado (nacional e internacional). Os programas de melhoramento são práticas fundamentais para o desenvolvimento sustentável da aquicultura, permitindo um aumento do desempenho produtivo associado ao uso eficiente de alimentos, água e áreas produtivas. No entanto, menos de 10% da produção aquícola é baseada em estoques geneticamente melhorados e limitada a poucas espécies. A seleção de organismos geneticamente superiores sem controle adequado geralmente intensifica o processo de deriva genética e reduz a variabilidade genética, principalmente devido à redução do tamanho efetivo da população dos estoques de pisciculturas. Como consequência, impactos negativos como redução das taxas de crescimento, baixa sobrevida, deformidades morfológicas e suscetibilidade a doenças estão frequentemente relacionados à depressão por endogamia e à ocorrência de alelos deletérios em homozigose. Portanto, programas de pré-melhoramento por meio da avaliação da diversidade genética e da estrutura populacional auxiliam no direcionamento de acasalamentos e, consequentemente, fornecem vantagens genéticas expressivas e duradouras para a produção de peixes. Nesta proposta, as missões de trabalho serão estabelecidas para preparar um projeto de pesquisa conjunta, focando a análise de estoques de C. macropomum por SNPs (Single Nucleotide Polymorphisms). Este projeto futuro será realizado para avaliar os níveis de diversidade genética, estrutura e avaliação de parentesco, como suporte a projetos de programas de pré-melhoramento de C. macropomum no Brasil e no Peru. Durante as atividades de intercâmbio, pretendemos visitar algumas pisciculturas comerciais de peixes no Brasil e no Peru, e iniciar a coleta de amostras para futuras análises de diversidade genética em reprodutores de C. macropomum. (AU)