Busca avançada
Ano de início
Entree

O impacto do estresse sobre o sistema dopaminérgico é determinado pelo período crítico de plasticidade: implicações para a depressão e a esquizofrenia e o estudo de novos alvos farmacológicos

Processo: 18/17597-3
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Jovens Pesquisadores
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 30 de setembro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Neuropsicofarmacologia
Pesquisador responsável:Felipe Villela Gomes
Beneficiário:Felipe Villela Gomes
Instituição Sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Alline Cristina de Campos ; Anthony Albert Grace ; Elaine Aparecida Del Bel Belluz Guimarães ; Francisco Silveira Guimaraes
Auxílios(s) vinculado(s):23/01193-9 - Investigação dos efeitos doxiciclina em modelos animais de depressão e sua possível interação com o canabidiol e a ketamina, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):23/14677-4 - Estudo dos circuitos cerebrais envolvidos na desregulação do sistema dopaminérgico induzido pela exposição ao estresse na adolescência e idade adulta, BP.PD
23/10784-0 - Efeitos do GL-II-73, um modulador alostérico positivo de receptores GABAA contendo a subunidade alfa 5, na atividade locomotora de camundongos, BP.IC
23/13193-3 - Capacitação em técnicas de histologia, imunofluorescência e microscopia aplicadas em neuropsicofarmacologia, BP.TT
+ mais bolsas vinculadas 23/10785-7 - Neuroproteção dos interneurônios GABAérgicos parvalbumina-positivos como alvo farmacológico na esquizofrenia e depressão, BP.IC
23/01134-2 - Capacitação em técnicas de histologia, imunofluorescência e microscopia aplicadas em neuropsicofarmacologia, BP.TT
22/10753-5 - Avaliação de alterações comportamentais induzidas pela exposição ao estresse durante os períodos pré/peripubertal ou adulto., BP.IC
20/08363-9 - Estudo de vias aferentes para o bulbo rostral ventromedial na modulação do comportamento do tipo depressivo e da hiperalgesia induzidos pelo estresse social em camundongos, BP.PD
21/03391-7 - Estudo da reabertura do período sensível de suscetibilidade ao estresse pela degradação das redes perineuronais, BP.MS
20/04241-6 - Canais de potássio Kv3.1 como novo alvo farmacológico no tratamento da esquizofrenia, BP.MS - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Esquizofrenia  Estresse  Dopamina  Depressão  Eletrofisiologia 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:depressão | dopamina | esquizofrenia | estresse | Parvalbumina | Periodo critico de neuroplasicidade | Eletrofisiologia

Resumo

A depressão e a esquizofrenia, além de terem a exposição ao estresse como um fator de risco comum, compartilham de muitas das alterações genéticas associadas a esses transtornos psiquiátricos. Entretanto, elas diferem na idade média do diagnóstico. Enquanto a esquizofrenia é geralmente diagnosticada no final da adolescência/início da idade adulta (18-25 anos), o diagnóstico da depressão é mais comum na idade adulta (25-45 anos). Essas evidências apontam para uma possibilidade intrigante: fatores socio-ambientais, como a exposição ao estresse, podem ser um fator comum para o desenvolvimento desses transtornos, mas com a idade de exposição determinando a possível consequência. Isso pode estar relacionado com o período crítico de neuroplasticidade, principalmente, devido a uma maior suscetibilidade dos interneurônios GABAérgicos parvalbumina (PV)-positivos durante esse período, que se estende ate o inicio da idade adulta. Os interneurônios PV desempenham importante papel na regulação da atividade sincronizada de interneurônios GABAérgicos e neurônios piramidais glutamatérgicos (balanço excitatório-inibitório). Tanto na depressão como na esquizofrenia, uma hiperatividade de estruturas aferentes que regulam o sistema dopaminérgico na área tegmental ventral (VTA), como o córtex pré-frontal (PFC), hipocampo ventral (vHip) e amígdala, tem sido associada a disfunções no balanço excitatório-inibitório decorrentes de alterações nos interneurônios PV. Assim, na esquizofrenia, uma hiperatividade do hipocampo ventral tem sido associada a uma hiperresponsividade dopaminérgica. Já uma hiperatividade da porção infra-limbica do PFC e da amígdala basolateral parece resultar em hiporesponsividade dopaminérgica que tem sido associada à depressão. Além disso, a natureza das alterações nos interneurônios PV difere nesses transtornos. Na esquizofrenia, observa-se uma alteração na função de interneurônios PV no PFC e vHip, bem como perda do número dessas células no vHip. Por outro lado, na depressão, observa-se apenas alteração na atividade dos interneurônios PV corticais, mas sem a perda desses interneurônios PV. Assim, a hipótese central dessa proposta é que a exposição ao estresse durante períodos críticos de neuroplasticidade, como a adolescência, poderia resultar em perda no número e na função de interneurônios PV e desta forma favorecer o desenvolvimento da esquizofrenia. No entanto, se o indivíduo está "protegido" durante esse período de maior vulnerabilidade dos interneurônios PV, mas experimenta a exposição ao estresse mais tarde na vida, isso poderia determinar o desenvolvimento de depressão. Logo, a idade na qual ocorre a exposição ao estresse seria o fator determinante para a patologia. Portanto, pretende-se avaliar as alterações comportamentais e na atividade de neurônios dopaminérgicos na VTA no rato adulto induzidas pela exposição ao estresse durante diferentes idades (período juvenil e adulto) e relacioná-las com a formação/desenvolvimento dos interneurônios PV; determinar os circuitos cerebrais envolvidos nas alterações da atividade de neurônios dopaminérgicos na VTA observadas após a exposição ao estresse e avaliar o impacto do período crítico na suscetibilidade ao estresse examinando se a reabertura do período crítico no animal adulto pode recriar um fenótipo "adolescente" ao aumentar a vulnerabilidade dos interneurônios PV aos efeitos do estresse. Adicionalmente, uma segunda hipótese a ser testada é a de que drogas com potencial para atenuar a perda de interneurônios PV, bem como as alterações funcionais no balanço excitatório-inibitório induzidas pelo estresse, podem ser boas alternativas para o tratamento da depressão e da esquizofrenia. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio::
Canabidiol contra esquizofrenia 
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)

Publicações científicas (12)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DA SILVA, NAIELLY RODRIGUES; GOMES, FELIPE VILLELA; SONEGO, ANDREZA BUZOLIN; DA SILVA, NICOLE RODRIGUES; GUIMARAES, FRANCISCO SILVEIRA. Cannabidiol attenuates behavioral changes in a rodent model of schizophrenia through 5-HT1A, but not CB1 and CB2 receptors. PHARMACOLOGICAL RESEARCH, v. 156, . (17/24304-0, 18/17597-3)
ULIANA, DANIELA L.; GOMES, FELIPE V.; GRACE, ANTHONY A.. Stress impacts corticoamygdalar connectivity in an age-dependent manner. NEUROPSYCHOPHARMACOLOGY, v. 46, n. 4, . (18/17597-3)
CORTEZ, ISADORA L.; RODRIGUES DA SILVA, NAIELLY; GUIMARAES, FRANCISCO S.; GOMES, FELIPE V.. Are CB2 Receptors a New Target for Schizophrenia Treatment?. FRONTIERS IN PSYCHIATRY, v. 11, . (17/24304-0, 18/17597-3)
ULIANA, DANIELA L.; GOMES, V, FELIPE; GRACE, ANTHONY A.. Prelimbic medial prefrontal cortex disruption during adolescence increases susceptibility to helpless behavior in adult. European Neuropsychopharmacology, v. 35, p. 111-125, . (18/17597-3)
CORSI-ZUELLI, FABIANA; HENRIQUES SCHNEIDER, AYDA; SANTOS-SILVA, THAMYRIS; MARCELINO LOUREIRO, CAMILA; SHUHAMA, ROSANA; ROSSI MENEZES, PAULO; SILVEIRA GUIMARAES, FRANCISCO; VILLELA GOMES, FELIPE; QUEIROZ CUNHA, FERNANDO; LOUZADA, PAULO; et al. Increased blood neutrophil extracellular traps (NETs) associated with early life stress: translational findings in recent-onset schizophrenia and rodent model. TRANSLATIONAL PSYCHIATRY, v. 12, n. 1, p. 11-pg., . (13/08216-2, 13/11167-3, 18/17597-3, 12/05178-0, 19/19190-0, 19/13229-2, 21/07448-3, 20/15752-1, 17/24304-0)
SONNENSCHEIN, SUSAN F.; GOMES, FELIPE V.; GRACE, ANTHONY A.. Dysregulation of Midbrain Dopamine System and the Pathophysiology of Schizophrenia. FRONTIERS IN PSYCHIATRY, v. 11, . (18/17597-3)
JESUS SOUZA, ADRIANA; CORTEZ, ISADORA L.; SILVA, NICOLE R.; PEDRAZZI, JOAO FRANCISCO C.; DOMINGOS, LUANA B.; SILVA BRAGA, MATHEUS; SANTOS-SILVA, THAMYRIS; DEL-BEL, ELAINE A.; RESSTEL, LEONARDO B. M.; LI, GUANGUAN; et al. Distinct sex-dependent behavioral responses induced by two positive allosteric modulators of alpha 5 subunit-containing GABA(A) receptors. Behavioural Brain Research, v. 428, p. 11-pg., . (18/17597-3)
KIEMES, AMANDA; GOMES, V, FELIPE; CASH, DIANA; ULIANA, DANIELA L.; SIMMONS, CAMILLA; SINGH, NISHA; VERNON, ANTHONY C.; TURKHEIMER, FEDERICO; DAVIES, CATHY; STONE, JAMES M.; et al. ABA(A) and NMDA receptor density alterations and their behavioral correlates in the gestational methylazoxymethanol acetate model for schizophreni. NEUROPSYCHOPHARMACOLOGY, v. 47, n. 3, . (18/17597-3)
ULIANA, DANIELA L. L.; ZHU, XIYU; GOMES, FELIPE V. V.; GRACE, ANTHONY A. A.. Using animal models for the studies of schizophrenia and depression: The value of translational models for treatment and prevention. FRONTIERS IN BEHAVIORAL NEUROSCIENCE, v. 16, p. 15-pg., . (18/17597-3)
CAVICHIOLI, ANDREZA M.; SANTOS-SILVA, THAMYRIS; GRACE, ANTHONY A.; GUIMARAES, FRANCISCO S.; GOMES, FELIPE, V. Levetiracetam Attenuates Adolescent Stress-induced Behavioral and Electrophysiological Changes Associated With Schizophrenia in Adult Rats. SCHIZOPHRENIA BULLETIN, v. 49, n. 1, p. 10-pg., . (18/17597-3, 20/04241-6)
GOMES, FELIPE V.; GRACE, ANTHONY A.. Beyond Dopamine Receptor Antagonism: New Targets for Schizophrenia Treatment and Prevention. INTERNATIONAL JOURNAL OF MOLECULAR SCIENCES, v. 22, n. 9, p. 18-pg., . (18/17597-3)
PAGLIUSI JR, MARCO; GOMES, FELIPE V.. The Role of The Rostral Ventromedial Medulla in Stress Responses. BRAIN SCIENCES, v. 13, n. 5, p. 10-pg., . (20/08363-9, 18/17597-3)

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas utilizando este formulário.