Busca avançada
Ano de início
Entree

Os efeitos sobre estruturas cerebrais, habilidades sociais e cognitivas em crianças expostas ao programa Guri Santa Marcelina na Grande São Paulo: um estudo quase-experimental

Processo: 19/02133-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa em Políticas Públicas
Vigência: 01 de setembro de 2019 - 31 de agosto de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Artes - Música
Pesquisador responsável:Graziela Bortz
Beneficiário:Graziela Bortz
Instituição-sede: Instituto de Artes (IA). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Instituição parceira: University of Southern California; Universidade Estadual de Londrina; Universidade Federal de São Paulo; Universidade Federal de Santa Maria; Humboldt-Universität zu Berlin
Pesq. associados:Andrea Parolin Jackowski ; Beatriz Ilari ; Hugo Cogo Moreira ; Nayana Di Giuseppe Germano ; Patrícia Silva Lúcio
Bolsa(s) vinculada(s):19/22272-9 - Os efeitos sobre estruturas cerebrais, habilidades sociais e cognitivas em crianças expostas ao Programa Guri Santa Marcelina na Grande São Paulo: um estudo quase-experimental, BP.TT
19/22416-0 - Os efeitos sobre estruturas cerebrais, habilidades sociais e cognitivas em crianças expostas ao Programa Guri Santa Marcelina na grande São Paulo: um estudo quase-experimental, BP.TT
19/22557-3 - Os efeitos sobre estruturas cerebrais, habilidades sociais e cognitivas em crianças expostas ao Programa Guri Santa Marcelina na Grande São Paulo: um estudo quase-experimental, BP.TT
Assunto(s):Políticas públicas  Cognição musical 

Resumo

A pergunta que norteia este trabalho é: de que modo a participação no Programa Guri Santa Marcelina pode interferir no desenvolvimento de habilidades sociais, nas habilidades cognitivas e na estrutura cerebral de crianças entre 6 e 7 anos? Dentre os estudos observacionais utilizados na área de saúde, o desenho quase-experimental verifica a relação causal entre a exposição a uma situação e o prognóstico de um desfecho. Tem sido largamente utilizado em pesquisas nas situações em que conduzir um estudo de controle randomizado seria antiético. Tal estudo será utilizado aqui por questões inerentes ao processo de inscrição no Programa, prospectivamente ao longo do ano escolar de 2020, quando serão levantados os dados do grupo interno (50 crianças) exposto ao Programa e do grupo de controle (100 crianças, das quais 50 randomizadas para MRI), para medir, por meio dessa observação, os efeitos que o preditor (estar exposto ao Programa) ocasiona sobre a variável de desfecho (habilidades sociais, cognitivas e mudanças na estrutura cerebral). Os pais ou responsáveis assinarão o Termo de Consentimento Livre e Esclarecido no momento da matrícula. São objetivos desta pesquisa: 1) avaliar os efeitos sociais do Programa Guri Santa Marcelina da Secretaria da Cultura do Estado de São Paulo em crianças de 6 e 7 anos nas comunidades atendidas pelo programa por meio do critérios de classificação econômica da ABEP (2018), o questionário SDQ (Goodman & Goodman, 2011) de capacidades e dificuldades, o Questionário de Comportamentos Agressivos e Reativos entre Pares (Q-CARP; Borsa & Bandeira, 2014), memória de trabalho verbal (WISC-IV), atenção concentrada, dividida e sustentada BPA (Rueda, 2013) e o teste de Matrizes Coloridas de Raven (Raven, Raven, & Court, 2003); ; 2) observar possíveis mudanças estruturais no cérebro de crianças expostas à intervenção do Programa Guri Santa Marcelina em crianças de 6 e 7 anos por meio de ressonância magnética (MRI). Resultados da pesquisa conduzida sobre programas inspirados no projeto venezuelano baseado em ensino de música orquestral conhecido como El Sistema apresentaram melhora significativa no desempenho acadêmico dos estudantes quando comparados ao grupo de controle (Holochwost et al., 2017b), cognitivo (Habibi et al., 2016), sócio emocional e musical (Ilari et al., 2016). Resultados similares em estudo conduzido por Alemán et al. (2016) corroboram os benefícios comportamentais de crianças expostas vulnerabilidades sociais. No Brasil, embora haja vários projetos sociais de educação musical (Ação Social pela Música do Brasil - ASMB em Chapéu Mangueira, Alemão, Macacos, Cidade de Deus, Piraí, João Pessoa, Rondônia, Neojibá, na Bahia, Projeto Guri, no interior e litoral paulista, Instituto Baccarelli, formalizado em 1996 na cidade de São Paulo, e Guri Santa Marcelina na Grande São Paulo), inexistem estudos quantitativos ou que tenham utilizado exames de imagem para medir o prognóstico que a exposição a programas sociais com foco em educação musical apresenta como desfecho. (AU)