Busca avançada
Ano de início
Entree

Fisiopatologia da Doença de Peyronie

Processo: 18/14127-6
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2019 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Cirurgia
Pesquisador responsável:Sidney Glina
Beneficiário:Sidney Glina
Instituição-sede: Centro Universitário Saúde ABC. Fundação do ABC. Santo André , SP, Brasil
Pesq. associados:Maria Aparecida da Silva Pinhal
Assunto(s):Urologia  Pênis  Induração peniana 

Resumo

A doença de Peyronie (DP) é caracterizada pela formação de placas fibrosas na túnica albugínea (TA) peniana, ocasionando deformidades penianas durante a ereção que podem impedir a penetração durante atividade sexual levando a grande impacto na qualidade de vida dos homesn e suas parcerias. Esta doença atinge até 9% dos homens comais de 50 anos (1). Atualmente a sua fisiopatologia ainda é controversa, porém existem evidências que micro traumas repetidos durante a atividade sexual levam a extravasamento de sangue na TA desencadeando um processo anômalo de cicatrização, que por sua vez acaba formando uma placa inelástica na TA. Inúmeras evidências mostram que o TGF-beta tem papel relevante na formação da placa (2). Este estudo faz parte de uma linha de pesquisa que visa reproduzir o que ocorre na TA na DP (3). Em estudo anterior reproduzimos algumas destas alterações injetando sangue de rato na TA do corpo cavernoso do próprio animal, porém não se conseguindo obter a formação da placa fibrótica (4). O objetivo deste trabalho é avaliar se a injeção de plasma fresco, mais rico em TGF-beta, isolada ou repetidas em quatro ocasiões, amplifica estas alterações levando à formação da placa e as consequentes deformidades penianas.Métodos. O projeto constará de duas fases: Na Fase 1 serão utilizados 15 ratos machos da espécie Rattus novergicus albinos, linhagem Wistar separados em 3 grupos: grupo controle 15 dias ( 5 ratos) instilação de 20ul de água destilada na TA + penectomia após 15 dias; grupo Experimental 15 dias (5 ratos) instilação de 20 ul de plasma do próprio rato na TA + penectomia após 15 dias; grupo Experimental 45 dias (5 ratos) instilação de 20 ul de plasma do próprio rato na TA + penectomia após 45 dias. Na Fase 2 Serão utilizados 30 ratos da espécie Rattus novergicus albinos, linhagem Wistar. Os animais serão divididos em 3 grupos (cada grupo com 10 ratos); Grupo 1 - instilação de 20 ul de plasma do próprio animal no corpo cavernoso do pênis; Grupo 2 - instilação de 20 ul água destilada no corpo cavernoso do pênis e Grupo 3 - apenas trauma causado pela agulha por meio de injeção sem a instilação de nenhuma substância. Será feita 1 instilação por semana em cada grupo, durante 4 semanas consecutivas. Os animais serão submetidos à penectomia 45 dias após a última instilação. Antes da penectomia, com o pênis já dissecado, será injetada solução salina no corpo cavernoso para identificar deformidades (curvatura) peniana.Serão realizadas análises histológicas com coloração de Hematoxilina-eosina (processo inflamatório; micro vasos); Tricomio de Masson (fibrose) e Picrossirius (Colágeno tipo I e III). As amostras serão submetidas à reação de imuno-histoquímica (IHQ). A expressão de proteoglicanos e colágeno será avaliada por microscopia confocal de fluorescência.Referências:1. Toscano L Jr, Rezende MV, Mello LF, Paulillo D, Glina S. A prospective, randomized, single - blind study comparing intraplaque injection of thiocolchicine and verapamil in Peyronie's Disease: a pilot study. Int Braz J Urol. 2016 Sep-Oct;42(5):1005-1009.2. Chung E, Ralph D, Kagioglu A, Garaffa G, Shamsodini A, Bivalacqua T, Glina S,Hakim L, Sadeghi-Nejad H, Broderick G. Evidence-Based Management Guidelines onPeyronie's Disease. J Sex Med. 2016 Jun;13(6):905-233. Watanabe MS, Theodoro TR, Coelho NL, Mendes A, Leonel MLP, Mader AM, Nader HB, Glina S, Pinhal MAS. Extracellular matrix alterations in the Peyronie's disease. J Adv Res. 2017 Jul;8(4):455-461.4. Cohen DJ, Oliveira AV, Theodoro TR, Petri G, Melo CM, Cavalheiro RP, Nader HB, Mader AM, Pinhal MAS, Glina S. Extracellular matrix alterations after blood instillation in tunica albuginea of rats. Int J Impot Res. 2017 Dec 15. doi:10.1038/s41443-017-0015-1. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)