Busca avançada
Ano de início
Entree

Solução vestível sem fio para aquisição de sinais biomédicos

Processo: 18/00486-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Biomédica - Bioengenharia
Pesquisador responsável:Houari Cobas Gomez
Beneficiário:Houari Cobas Gomez
Empresa:Houari Cobas Gómez
CNAE: Fabricação de outros produtos têxteis não especificados anteriormente
Fabricação de aparelhos eletromédicos e eletroterapêuticos e equipamentos de irradiação
Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: São Paulo
Pesq. associados:Idágene Aparecida Cestari ; Luciana Wasnievski da Silva de Luca Ramos ; Marcelo Mazzetto ; Mario Ricardo Gongora Rubio
Assunto(s):Eletrocardiografia 

Resumo

O objetivo do projeto é o desenvolvimento de um sistema vestível para registros de potenciais bioelétricos de baixo custo e transmissão sem fio. A técnica mais conhecida para o diagnóstico das doenças cardiovasculares é o eletrocardiograma (ECG), que possibilita a obtenção de um registro não invasivo da atividade elétrica instantânea do coração. Uma vez que toda a atividade muscular e nervosa é mediada por potenciais elétricos e que o corpo conduz eletricidade, variações de potenciais no coração são conduzidas à superfície do corpo onde podem ser captadas através de eletrodos ligados a amplificadores e filtros eletrônicos. Tais potenciais são apresentados na forma de um sinal de ECG que permite a identificação de alterações da condução cardíaca e o diagnóstico das doenças associadas a essas alterações. Por este motivo o registro de ECG é realizado tanto em hospitais de alta complexidade como em postos de atendimento básico à saúde.Atualmente o sistema para ECG mais utilizado registra simultaneamente 12 derivações. Porém, devido à baixa resolução espacial deste sistema, algumas doenças não são diagnosticadas. Uma alternativa a esta limitação é a utilização de uma maior densidade de eletrodos de superfície com a utilização de uma técnica conhecida como Mapeamento de Alta Densidade de Biopotenciais do Torso (BSPM). Essa técnica possibilita um diagnóstico precoce de algumas doenças cardiovasculares e auxilia na tomada de decisões para realização de procedimentos médicos.Este projeto tem como objetivo a avaliação do uso da tecnologia de pastas aplicadas à substratos poliméricos e/ou tecidos para a construção e integração de condutores e eletrodos flexíveis utilizando serigrafia de precisão (Screen Printing). Inclui também o desenvolvimento de sistema eletrônico embarcado de aquisição de dados e comunicação sem fio para transmissão de sinais de BSPM, visando demonstrar a viabilidade técnica e econômica da solução. O sistema desenvolvido deverá configurar uma plataforma vestível com inclusão de outros sensores de sinais vitais. No Brasil, são realizados em média 2 eletrocardiogramas por município em cada plantão (Souza, et al., 2006). Considerando 5.000 municípios brasileiros, são mais de 3,6 milhões de ECGs por ano. Só no INCOR são realizados aproximadamente 300.000 registros de ECG anuais, em pacientes ambulatoriais ou sob regime de internação. Espera-se que o resultado deste trabalho venha contribuir com a difusão do uso da técnica de BSPM em centros de saúde com enorme impacto para redução de custos ao Sistema Unificado de Saúde (SUS).Este projeto conta com a colaboração de pesquisadores do Laboratório de Micromanufatura do Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo (IPT) e do Laboratório de Bioengenharia do Instituto do Coração da Faculdade de Medicina do Hospital das Clínicas da USP. (AU)