Busca avançada
Ano de início
Entree

MulTeC (Multimodal Teletandem Corpus): desdobramentos e perspectivas

Processo: 19/14271-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Linguística, Letras e Artes - Linguística - Linguística Aplicada
Pesquisador responsável:Solange Aranha
Beneficiário:Solange Aranha
Instituição-sede: Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas (IBILCE). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São José do Rio Preto. São José do Rio Preto , SP, Brasil
Pesq. associados: Ciara Rachel Wigham ; Paola Leone ; Suzi Marques Spatti Cavalari ; Timothy William Lewis
Bolsa(s) vinculada(s):19/24320-0 - MulTeC (Multimodal Teletandem Corpus): desdobramentos e perspectivas, BP.TT
Assunto(s):Teletandem 

Resumo

Dados digitais que sejam de acesso livre para que qualquer pesquisador interessado possa usar, modificar e compartilhar (Open Knowledge, 2013) significa que o termo "dados de pesquisa" precisa, primeiramente, incluir dados que já foram coletados, anonimizados, processados, anotados, interpretados e disponibilizados para a comunidade científica e, em segundo lugar, a noção de que os dados de pesquisa formam um ciclo de dados que pode ser interrogado sob múltiplas perspectivas. A organização do MulTeC (Multimodal Teletandem Corpus), oriundo do projeto FAPESP # 16/18705-9, resulta em um corpus composto por dados orais e escritos de 282 aprendizes de línguas estrangeiras (inglês e português) coletados durante sessões orais de teletandem (Telles, 2006) entre 2012 e 2015 no campus da UNESP/São José do Rio Preto (https://teletandemriopreto.wixsite.com/ibilce). O corpus apresenta um total de 581 horas de interação oral, 666 diários de aprendizagem, 351 conversas pela ferramenta de chat, 956 textos escritos por estudantes brasileiros em inglês e revisados por estudantes proficientes em três versões (inicial, revisada e final), 91 questionários iniciais e 41 questionários finais. O presente projeto tem por objetivos (i) interrogar o corpus MulTeC sob a perspectiva dos estudos de gêneros com base sociorretórica; (ii) divulgar o corpus para que outros pesquisadores possam interrogá-lo com base em diferentes embasamentos teórico-metodológicos. (AU)