Busca avançada
Ano de início
Entree

Educação Física, currículo e deficiência: uma investigação sobre o esporte paralímpico e inclusão na escola

Processo: 19/01180-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 31 de dezembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Maria Luíza Tanure Alves
Beneficiário:Maria Luíza Tanure Alves
Instituição-sede: Faculdade de Educação Física (FEF). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Pesq. associados: Lizete Wasem Walter
Assunto(s):Educação especial  Deficiências  Educação física 

Resumo

Analisar a inclusão de alunos com deficiência exige a compreensão do contexto social escolar de forma abrangente, reconhecendo-a como produto e reflexo do meio social ao qual nos inserimos. Tendo em vista que alunos com deficiência e professores de EF ainda enfrentam obstáculos importantes que dificultam a participação deste aluno, a sua inclusão exige o confronto entre os valores sociais relacionados à deficiência e a cultura e práticas consagradas nas aulas de EF (EF). O presente estudo se estrutura através da inserção do esporte paralímpico no currículo das aulas de EF, investigando os efeitos na inclusão de alunos com deficiência. O estudo tem como perspectiva a investigação do contexto social amplo, atuante e limitador nas aulas de EF, com crenças, valores e atitudes frente ao aluno com deficiência. O estudo será desenvolvido em escolas da rede pública de ensino através de design qualitativo com participação de três grupos de participantes: 1) professores de EF; 2) alunos com deficiência; e 3) alunos sem deficiência. Serão empregados quatro instrumentos de medida distintos: entrevista de grupo focal, entrevista semiestruturada, notas de campo e análise de documentos. Os instrumentos serão aplicados em diferentes grupos de participantes de acordo com os objetivos do estudo. Como resultado, espera-se o avanço nos estudos relacionados à inclusão de alunos com deficiência, com reconhecimentos dos efeitos do esporte paralímpico no currículo para mudança de crenças, valores e práticas voltadas à participação deste aluno. É esperado que o esporte paralímpico estruturado nas aulas de EF permita uma mudança em alunos com e sem deficiência e professores de EF sobre o entendimento de EF, performance, habilidade e capacidade. Como produto espera-se a estruturação do esporte paralímpico como conteúdo curricular nas aulas de EF, ampliando a participação e envolvimento do aluno com deficiência neste contexto. (AU)