Busca avançada
Ano de início
Entree

Fenologia de florestas secas decíduas: uma comparação em múltiplas escalas utilizando fenocâmeras e drones

Processo: 19/11835-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de outubro de 2019 - 30 de setembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia de Ecossistemas
Pesquisador responsável:Leonor Patricia Cerdeira Morellato
Beneficiário:Leonor Patricia Cerdeira Morellato
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Rio Claro. Rio Claro , SP, Brasil
Pesq. associados: José Romualdo de Sousa Lima ; Josiclêda Domiciano Galvincio ; MAGNA SOELMA BESERRA DE MOURA ; Rodolfo Marcondes Silva Souza ; Rodrigo de Queiroga Miranda ; Rômulo Simões Cezar Menezes ; Thieres George Freire da Silva
Auxílios(s) vinculado(s):19/16191-6 - Acoplando fenocâmeras e satélites para monitorar mudanças em ambientes sazonalmente secos no hemisfério sul, AP.R
Assunto(s):Caatinga  Fenologia  Cerrado  Mudança climática 

Resumo

Os padrões temporais de produção de folhas em comunidades vegetais de ambientes sazonalmente secos são influenciados por fatores climáticos como a quantidade e distribuição das chuvas. Tais padrões de produção foliares estão diretamente associadas às trocas de gás e água, a capacidade das plantas em fixar carbono e, consequentemente, a produtividade de biomas sazonais como o Cerrado e a Caatinga. O objetivo deste projeto é investigar os gatilhos climáticos da produção e queda de folhas de vegetações decíduas sazonalmente secas: a Caatinga de Pernambuco e no Cerrado de São Paulo. Propomos a utilização de tecnologias modernas e inovadoras de monitoramento de áreas nos biomas associando câmeras fenológicas, drones e determinações de fluxos de gases e energia em alta frequência por torres de fluxo. Os indicadores biológicos de brotação e senescência foliares das plantas determinados por meio de sensoriamento remoto próximo com uso de imagens digitais repetidas será ampliado com o monitoramento de áreas mais extensas utilizando veículos aéreos não tripulados de baixo custo (drones). A integração de dois grupos de pesquisa interdisciplinares dos estados de São Paulo e Pernambuco com ampla experiência em fenologia e fluxo de carbono avançará significativamente o conhecimento da ecologia temporal do Cerrado e Caatinga. O uso de metodologias integradas que englobem variações espaciais (drones) e temporais (câmeras) na fenologia foliar será fundamental para a compreensão da dinâmica temporal da produtividade e dos fatores hidroclimaticos que determinam as estratégias de troca de folhas nesses biomas em escalas local e regional. Cientificamente, esta parceria envolve uma equipe comprometida e atuante em ambos os estados, que está propondo realizar atividades de forma sinérgica e multidisciplinar para contribuir com o avanço do conhecimento científico sobre as relações climas e fenologia dos Biomas Cerrado e Caatinga. As informações a serem geradas poderão contribuir de forma significativa para os estudos ambientais, envolvendo a definição de políticas ambientais; e em outra vertente, poderá contribuir com modelos sobre as relações entre clima e a fenologia das espécies vegetais desses biomas, podendo ser usados em estudos de cenários futuros de mudanças climáticas. As tecnologias desenvolvidas por essa equipe na área das Ciências Biológicas serão referência no país sobre a fenologia das espécies nativas da Caatinga e Cerrado, e poderá ser replicada para outros biomas brasileiros, inclusive para a Amazônia e cultivos agrícolas de importância para o país. Além disso, esta proposta está em consonância com a rede internacional de fenologia, o que irá proporcionar a projeção de São Paulo e Pernambuco no cenário internacional nessa área de atuação (fenologia). (AU)