Busca avançada
Ano de início
Entree

Identificação e screening biológico na busca por agentes antimicrobianos produzidos por actinobactérias contra o cancro cítrico

Processo: 19/00922-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Química Orgânica
Pesquisador responsável:Tânia Petta
Beneficiário:Tânia Petta
Empresa:Actinobac Agrosciences Pesquisa e Desenvolvimento Ltda
CNAE: Atividades de apoio à agricultura
Município: Ribeirão Preto
Pesq. associados:Franklin Behlau ; Luiz Alberto Beraldo de Moraes
Assunto(s):Actinobactéria  Compostos bioativos  Cancro (doença de planta) 

Resumo

O Cancro Cítrico é uma doença causada pela bactéria Gram-negativa Xanthomonas citri subsp. citri (Xcc) e está entre as doenças que mais afetam as diferentes espécies de citros em diversas partes do mundo, causando impactos comerciais expressivos no setor citrícola. O cancro cítrico não tem cura e a forma mais eficaz de controle da doença é a eliminação da planta sintomática (erradicação), em regiões onde há poucas plantas doentes. Em locais de incidência elevada, como no estado de São Paulo, adota-se o manejo com as diversas medidas incluindo o cobre e quebra-vento. Porém, a aplicação de cobre não previne a entrada da bactéria no pomar. Esta medida ajuda a reduzir a quantidade de sintomas nas plantas e a queda de frutos. Outro fator alarmante é que o uso excessivo de cobre representa um risco de contaminação do meio ambiente em diversos níveis, além de causar stress nas laranjeiras retardando seu desenvolvimento. Historicamente, as actinobactérias são conhecidas como os principais micro-organismos produtores de antibióticos, sendo responsáveis por aproximadamente 70% de todo o antibiótico comercializado, tanto na indústria farmacêutica como na agroindústria. No entanto, poucos trabalhos têm sido descritos na literatura avaliando o potencial das actinobactérias no controle da Xcc. Neste sentido, o presente projeto visa a avaliação do potencial de aplicação de extratos brutos produzidos por actinobactérias na inibição do crescimento da Xcc e consequentemente, no controle do cancro cítrico. As avaliações serão realizadas empregando ensaios in vitro de inibição de crescimento em disco de difusão e ensaios in vivo de ação protetiva e curativa, empregando mudas de laranjeiras em estufa com condições controladas. A característica intrínseca das actinobactérias como promissoras fontes produtoras de antibióticos e a urgente necessidade de se buscar agentes antimicrobianos alternativos capazes de controlar a bactéria Xcc com menor impacto ambiental é a principal fonte de inspiração para o desenvolvimento deste projeto de pesquisa. A equipe de pesquisadores tem uma grande experiência na área de concentração da proposta e estão bastante otimistas quanto ao sucesso que deverá ser obtido no projeto. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Treinamento técnico em microbiologia com bolsa da FAPESP 
Matéria(s) publicada(s) no Pesquisa para Inovação FAPESP sobre o auxílio:
Onze startups se classificam no processo seletivo da Supera Incubadora