Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito da exposição ao material particulado inalável fino (MP2,5) na qualidade funcional de espermatozóides de camundongos

Processo: 19/05879-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Paula Intasqui Lopes
Beneficiário:Paula Intasqui Lopes
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Mariana Matera Veras ; Ricardo Pimenta Bertolla
Assunto(s):Células germinativas  Metilação de DNA  Andrologia  Estresse oxidativo  Espermatozoides  Poluição do ar 

Resumo

A poluição, considerada um problema crescente de saúde pública, tem sido associada à redução da fertilidade masculina. O ar poluído contém diversas substâncias tóxicas, das quais destaca-se o material particulado inalável fino (MP2,5), o qual pode levar à quebra da barreira hemato-testicular. Assim, o MP2,5 pode atingir o testículo e levar ao estresse oxidativo testicular e a danos no DNA das células germinativas. Portanto, o objetivo do presente estudo é avaliar o efeito do MP2,5 na (i) protaminação da cromatina de células germinativas testiculares, (ii) integridade funcional dos espermatozoides, (iii) integridade do DNA dos espermatozoides e (iv) produção de espécies reativas de oxigênio por espermatozoides coletados do epidídimo de camundongos. Para isso, serão utilizados 30 camundongos machos BALB/c isogênicos com 21 dias de vida, que serão expostos diariamente ao ar filtrado (grupo controle, n=15) ou a 600 ¼g MP2,5/m3 ar (grupo poluição, n=15) até atingirem 115 dias de vida. Um dia após a última exposição, os animais serão sedados e sacrificados, e os testículos e epidídimos serão coletados. As células germinativas testiculares serão isoladas para análise da expressão de genes relacionados à protaminação da cromatina por PCR em tempo real quantitativo e do perfil global de metilação do DNA. Os espermatozoides coletados da cauda dos epidídimos, por sua vez, serão utilizados para avaliação da integridade funcional (atividade mitocondrial e integridade do acrossoma), da integridade do DNA (nível de fragmentação de DNA e análise da expressão de proteínas relacionadas à protaminação da cromatina) e de produção de espécies reativas de oxigênio. Com esses resultados, espera-se uma melhor compreensão sobre os mecanismos através dos quais a poluição leva à infertilidade masculina. (AU)