Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise morfo-craniana de remanescentes esqueléticos da Lapa do Santo: explorando trajetórias evolutivas de populações antigas da América

Processo: 19/12185-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 29 de setembro de 2020 - 11 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Arqueologia - Arqueologia Pré-histórica
Pesquisador responsável:André Menezes Strauss
Beneficiário:André Menezes Strauss
Pesquisador visitante: Mark Oliver Rohrig Hubbe
Inst. do pesquisador visitante: Ohio State University, Columbus, Estados Unidos
Instituição-sede: Museu de Arqueologia e Etnologia (MAE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/16451-2 - Histórias indígenas de longa duração: o Brasil pré-colonial pela ótica da antropologia virtual e da arqueogenômica, AP.JP
Assunto(s):Antropologia  Paleoantropologia  Evolução  Estatística  História  Intercâmbio de pesquisadores 

Resumo

Durante sua visita, o Prof. Hubbe irá trabalhar em quatro linhas de atuação: a) Trabalho com o PI do Projeto JP-Fapesp na análise morfométrica de tomografias computadorizadas de crânios do Holoceno inicial da região de Lagoa Santa, com enfoque especial no estudo das respostas que diferentes regiões anatômicas dos crânios de Lagoa Santa (Minas Gerais) apresentam mediante pressões evolutivas específicas. Essas atividades criarão os protocolos analíticos necessários para coletar os dados morfométricos necessários para explorar as questões sobre a evolução da morfologia craniana entre as primeiras populações sul-americanas, um tema central do referido projeto JP-Fapesp. b) Oferecer um mini-workshop (9 horas, durante 3 dias) para introduzir os alunos de graduação e pós-graduação ao software estatístico R. R é o software estatístico mais utilizado em todo o mundo, devido à sua natureza de código aberto e impressionante comunidade de colaboradores. No entanto, não é fácil de usar e os alunos que não têm uma forte experiência em estatística para aprender como usá-lo. O Prof. Hubbe tem ensinado métodos estatísticos para cientistas sociais há vários anos e desenvolveu uma maneira eficiente de introduzir e discutir os conceitos básicos de estatística e o uso de software estatístico para estudantes arqueológicos e antropológicos. Os alunos deixarão o workshop com um conhecimento básico da lógica da estatística inferencial, bem como do uso de R, R-Studio e R-commander, o que lhes permitirá continuar a desenvolver suas habilidades estatísticas. c) Interagir e estabelecer colaborações com professores e alunos de pós-graduação interessados em trabalhar com análises estatísticas multivariadas e estudos morfométricos. O Prof. Hubbe trabalhou com a Prof. Verônica Wesolowski (MAE) e com a Prof. Mercedes Okumura (IB-USP), além de alguns de seus alunos, e sua visita permitirá que ele conheça esses professores e suas equipes de pesquisa para fortalecer a colaboração internacional entre a USP e a instituição primária do Prof. Hubbe, a Ohio State University.d) Participar do 8º Encontro da Associação Sul-Americana de Paleopatologia, organizado pela Profª Verônica Wesolowski e pelo Prof. André Strauss, da Universidade de São Paulo. O Prof. Hubbe apresentará seu recente trabalho sintetizando padrões globais de variação biológica em humanos passados e atuará como presidente das sessões relacionadas. (AU)