Busca avançada
Ano de início
Entree

Estudo da participação de proteases em processos patológicos

Processo: 19/11683-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica
Pesquisador responsável:Adriana Karaoglanovic Carmona
Beneficiário:Adriana Karaoglanovic Carmona
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Andrea Soares da Costa Fuentes ; Marcos Leoni Gazarini Dutra
Assunto(s):Enzimologia  Peptídeo hidrolases  Cisteína proteases  Catepsinas  Diaphorina citri  Greening (doença de planta)  Inibidores  Plasmodium  Malária  Plantas geneticamente modificadas 

Resumo

A nossa proposta é estudar peptidases envolvidas em diferentes sistemas biológicos e exercendo funções muito diversificadas. Assim, no presente projeto, estudaremos o mecanismo de internalização de macromoléculas pelo Plasmodium e continuaremos o estudo da participação de proteases do parasita na fisiopatologia da malária. Ainda nesta linha, buscaremos inibidores das diferentes classes de proteases do Plasmodium, vislumbrando o desenvolvimento de novas drogas antimaláricas (sub-linha 1). Outra linha de pesquisa proposta é o estudo das cisteíno-peptidases do inseto Diaphorina citri, vetor da doença dos citros Huanglongbing (HLB). Esta doença compromete severamente o desenvolvimento das plantas, causando enormes perdas na produção dos frutos e prejuízos econômicos à citricultura mundial. Nosso grupo identificou e caracterizou uma catepsina B e uma catepsina L do inseto D. citri. As catepsinas da classe das cisteíno-peptidases são alvos promissores, pois além de serem enzimas digestivas, nos insetos atuam na metamorfose, ativação da apoptose e sistema imune. Visando o combate ao vetor do HLB, continuaremos nesta linha buscando outras cisteíno catepsinas de D. citri e faremos ensaios de inibição destas enzimas por diferentes cistatinas de citros. Estes estudos poderão ser úteis para a produção de plantas transgênicas superexpressando inibidores capazes de retardar o desenvolvimento e proliferação do inseto (sub-linha 2). (AU)