Busca avançada
Ano de início
Entree

Uso de phage display como ferramenta no diagnóstico e controle de doenças transmitidas por vetores hematófagos

Processo: 19/03779-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de outubro de 2024
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Bioquímica - Química de Macromoléculas
Pesquisador responsável:Aparecida Sadae Tanaka
Beneficiário:Aparecida Sadae Tanaka
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados:Alexandre Keiji Tashima ; Francisco Jose Alves Lemos ; Isaias Glezer ; Itabajara da Silva Vaz Junior ; Jayme Augusto de Souza-Neto ; Luciano Puzer ; Vitor Marcelo Silveira Bueno Brandão de Oliveira
Assunto(s):Peptídeos cíclicos  Anticorpos  Phage display 

Resumo

As doenças negligenciadas são responsáveis por epidemias com inúmeras mortes todos os anos em muitos países, principalmente nos países em desenvolvimento. A maioria das doenças negligenciadas é transmitida por vetores hematófagos. Ao longo das últimas décadas, o nosso grupo vem trabalhando na prospecção de moléculas ativas produzida por artrópodes hematófagos, vetores de doenças. No projeto passado, o nosso grupo avaliou o papel de moléculas prospectadas anteriormente na interação de vetores com seus agentes etiológicos. No presente projeto, utilizaremos a ferramenta phage display e proteínas de vetores e flavivirus (ex. DENV-2) para identificar peptídeos cíclicos (utilizando como peptídeo molde a molécula SFTI - sunflower trypsin inhibitor) e anticorpos como alvos para diagnóstico, antiviral e controle de vetores. Os vetores alvos deste projeto serão, o mosquito Aedes aegypti (vetor da dengue, febre amarela, zika) e o carrapato da espécie Rhipicephalus (Boophilus) microplus, ectoparasita de bovinos. O grupo já possui grande experiência na técnica de phage display em fagos filamentosos, e para ampliar esta experiência, serão construídas bibliotecas em fago T7 e bibliotecas de fragmentos de anticorpos expostos em fagos em colaboração com pesquisadores internacionais (Dr. A. Mulenga, Estados Unidos e Dr. M Hust, Alemanha). As bibliotecas de peptídeos cíclicos serão utilizadas na seleção de inibidores para proteases de dengue 2 e enzimas digestivas de larva de Ae. aegypti; As bibliotecas de fragmentos de cDNAs de intestino de carrapato serão selecionadas para imunoglobulinas de bovinos resistentes ou imunizados e as bibliotecas de fragmentos de anticorpos humanos recombinantes serão selecionadas para proteínas prM de flavivirus. Os fagos selecionados serão sequenciados, as sequências de peptídeos obtidas com alta frequência serão obtidas comercialmente. Os fragmentos de cDNAs e os fragmentos de anticorpos selecionados serão produzidos em bactérias ou leveduras. As proteínas recombinantes ou peptídeos serão testadas como antivirais, larvicida, antígenos para controle de carrapato e diagnóstico diferencial de flavivirus (dengue, febre amarela e zika). As moléculas identificadas com potencial biotecnológico deverão ser utilizadas para o controle dos vetores, controle da replicação viral (DENV-2) e diagnóstico de flavivirus. Para garantir o sucesso deste projeto, além das colaborações internacionais contaremos com a colaboração de pesquisadores brasileiros da UNIFESP, UFABC, UNESP, UENF, UFRGS e Fiocruz de Campo Grande, assim como de técnicos, alunos de pós-graduação e pós-doutorados. O projeto também visa formação de recursos humanos. (AU)