Busca avançada
Ano de início
Entree

Trabalho & labor: histórias compartilhadas (Brasil e Estados Unidos, século XX)

Processo: 19/18712-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História da América
Pesquisador responsável:Fernando Teixeira da Silva
Beneficiário:Fernando Teixeira da Silva
Instituição-sede: Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Relações internacionais  História comparada  História social  História do trabalho  História do Brasil  História dos Estados Unidos  Século XX  Artigo científico  Periódicos científicos  Publicações de divulgação científica 

Resumo

O livro reúne textos inéditos e inovadores sobre as experiências históricas dos trabalhadores estadunidenses e brasileiros no século XX. As contribuições dos autores versam sobre uma gama de assuntos clássicos, como movimento operário e sindicalismo, imigração, raça e etnicidade, trabalho urbano e rural, sistemas de relações de trabalho, legislação e direitos do trabalho, política e Estado, feminismo e história das mulheres, Guerra Fria e relações internacionais. A fecundidade do tratamento destes temas está, entre outros aspectos, na forma como eles são problematizados a partir de diferentes origens acadêmicas e nacionais, englobando estudiosos do Brasil e dos Estados Unidos, assim como uma pesquisadora canadense. Com isso, a coletânea visa confrontar rígidas fronteiras nacionais que vêm sendo cada vez mais desafiadas no mundo acadêmico. Além disso, possibilita mobilizar, cotejar e problematizar um conjunto muito diversificado de fontes históricas e tradições historiográficas dos dois países. As abordagens das temáticas apontadas se sobressaem por sua multiplicidade, abarcando histórias transnacionais, globais, conectadas, comparadas e em perspectiva historiográfica. No que concerne à periodização, os estudos partem das primeiras décadas do século XX para examinar trajetórias de trabalhadores italianos e movimentos feministas no Brasil e Estados Unidos, passam pelos anos de 1930 e 1940 para tratar das relações de trabalho em ambos os países nos contextos do Estado Novo brasileiro, do New Deal norte-americano e da Segunda Guerra Mundial e cruzam os vários momentos da Guerra Fria para analisar as tensões, aproximações e diferenças entre o sindicalismo urbano e as lutas dos trabalhadores rurais nos dois contextos nacionais. O livro termina com uma reflexão sobre o exercício do ofício do historiador dedicado ao tema do trabalho na complexa relação entre passado e presente. (AU)