Busca avançada
Ano de início
Entree

Indicadores clínicos e biológicos da efetividade do tramadol como adjunto ao tratamento farmacológico do transtorno depressivo maior

Resumo

Introdução: O tramadol é um opioide atípico com baixo potencial de abuso e dependência. Embora estudos apontem efeito benéfico da terapia adjuvante com o tramadol nos transtornos de estresse pós-traumático e obsessivo compulsivo, até o momento, nenhuma investigação clínica foi realizada para o transtorno depressivo maior (TDM). Objetivo: Avaliar, por meio de indicadores clínicos (desfecho principal: gravidade dos sintomas depressivos; desfecho secundário: ideação suicida) e biológicos (mediadores inflamatórios e de resposta do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal), a efetividade do acréscimo do tramadol, na dose diária de 150 mg e por tempo limitado (14 dias), ao tratamento com inibidores seletivos da recaptação de serotonina (ISRSs), em pacientes com TDM grave, comparado à administração adjunta de placebo. Método: Trata-se de um ensaio clínico, randomizado, duplo-cego e controlado por placebo. A amostra será composta por 80 pacientes de ambos os sexos, com idade entre 18 e 65 anos, com diagnóstico de TDM grave, sem sintomas psicóticos. O recrutamento ocorrerá durante internação psiquiátrica no complexo do Hospital das Clínicas, Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da Universidade de São Paulo (FMRP/USP). Os pacientes, em tratamento usual com ISRSs, serão randomizados em dois grupos de intervenções padronizadas: (a) tramadol (50 mg) ou (b) cápsulas de placebo administrados de 08/08h, por 14 dias. Os voluntários responderão a instrumentos padronizados para avaliação dos desfechos principal e secundário no momento de admissão no estudo e em 4, 7, 14, 21, 28 e 84 dias após. Amostras de sangue para quantificação das concentrações plasmáticas de mediadores inflamatórios (proteína C reativa e as citocinas TNF-±, IL-6, IL-10, IL-17A, IL-33 e TGF-²) e amostras de saliva para avaliação da reatividade do eixo hipotálamo-hipófise-adrenal (resposta do cortisol ao despertar) serão coletadas no momento de admissão no estudo e em 14, 28 (apenas saliva) e 84 dias após. Análise estatística: Serão utilizadas análises de regressão logística, MANOVA de medidas repetidas e MANCOVA. Resultados esperados: A terapia adjuvante com tramadol por 14 dias resultará em melhora significativa: i) do desfecho principal; ii) do desfecho secundário; e iii) dos níveis dos mediadores biológicos, os quais servirão ainda como preditores biológicos dos desfechos principal e secundário. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)