Busca avançada
Ano de início
Entree

A estética dos sabores e do poder: os cardápios da coleção Washington Luís Pereira de Sousa, Brasil (1889-1930)

Processo: 19/15623-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Eliane Morelli Abrahão
Beneficiário:Eliane Morelli Abrahão
Instituição-sede: Centro de Lógica, Epistemologia e História da Ciência (CLE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas , SP, Brasil
Assunto(s):Primeira República (1889-1930)  História cultural  Cultura material  Sociabilidade  Hábitos alimentares 

Resumo

O propósito desta pesquisa é estudar os banquetes como espaços e instrumentos de poder que engendravam a teia política durante a República Velha. O objetivo é analisar aspectos das práticas alimentares, colocando em perspectiva histórica as ações comportamentais de um segmento da sociedade - elites econômica, política e cultural -, que tornam visíveis a alimentação como uma linguagem de pertencimento social e de fortalecimento da imagem de unidade e modernidade do Estado. Nesse momento o foco principal é a Coleção Washington Luís Pereira de Sousa, depositada no Museu Republicano "Convenção de Itu", composta por 4886 fotografias, 56 menus, além de cartas e demais documentos reunidos durante sua vida. A trajetória política deste personagem, que de vereador em Batatais chegou à Presidência da República, descortina as ações políticas e seus projetos em diversas regiões, fossem a nível estadual, São Paulo, alcançando o nacional. Na segunda parte da investigação, a atenção recairá sobre outras Coleções, dentre elas Família Pereira Passos (Museu Republicano), Rui Barbosa (Casa de Rui Barbosa), Synesio Rangel Pestana e Hotel Esplanada (Museu Paulista), Thomaz Alves Filho (Centro de Memória-Unicamp), Arquivo Público do Estado da Bahia, Instituto de Estudos Brasileiros e Arquivo Municipal de São Paulo. Para além, desses conjuntos documentais pouco conhecidos e explorados pelos historiadores da alimentação, uma investigação paralela será feita com o intuito de identificar, processar e difundir novas coleções. O problema que une as duas fases da pesquisa é compreender as similaridades e diferenças das práticas alimentares em diferentes sítios, desde a escolha dos pratos, das bebidas, os artefatos de mesa e de decoração, os conteúdos e a materialidade do menu. Por fim, identificar para quem e por quem foram promovidos esses banquetes, bem como os espaços de sociabilidade escolhidos para esses festins - hotéis e restaurantes. (AU)