Busca avançada
Ano de início
Entree

Múltiplos contextos de aprendizagem docente na reforma curricular de São Paulo: contribuições para a formação de professores de ciências

Processo: 19/16102-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de outubro de 2021
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Ensino-aprendizagem
Pesquisador responsável:Daniela Lopes Scarpa
Beneficiário:Daniela Lopes Scarpa
Instituição-sede: Instituto de Biociências (IB). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesq. associados: Danusa Munford ; Maíra Batistoni e Silva ; Silvia Luzia Frateschi Trivelato
Assunto(s):Ensino de ciências  Reforma curricular  Literacia científica  Formação de professores 

Resumo

Estamos em um momento único da educação brasileira, em que estão acontecendo discussões, processos de elaboração e implementação de políticas curriculares, além de iniciativas de formação de professores. Com isso, temos a oportunidade de participar e investigar essas dimensões, contribuindo para estabelecer diálogos entre a perspectiva teórica, advinda do campo acadêmico, e a perspectiva da prática escolar, advinda dos sistemas e estabelecimentos de ensino. Considerando-se: (i) o contexto atual das discussões curriculares e as possíveis tensões e transformações entre as diferentes dimensões (prescrita, planejada, interpretada e em ação) presentes no currículo da Cidade de São Paulo; (ii) o fato de o currículo de ciências naturais da cidade de São Paulo dialogar com os conceitos de Alfabetização Científica (AC) e Ensino por Investigação (EnCI), centrais para a área de pesquisa em ensino de ciências e (iii) os desafios e dificuldades de professores em lidar com essa perspectiva e a importância dos processos de formação de professores, este projeto se propõe a analisar diferentes contextos de formação de professores presentes na reforma curricular da rede municipal de São Paulo, relacionados à Alfabetização Científica e ao Ensino de Ciências por Investigação, buscando os conhecimentos, as tensões e as transformações entre as diferentes dimensões do currículo. A perspectiva metodológica da microetnografia será usada para olhar as interações de sala de aula e dos encontros de formação. Assim, será possível dar visibilidade aos complexos processos de formação de professores que estão ocorrendo na Secretaria Municipal de Educação de São Paulo, permitindo, em diálogo com referenciais da área de ensino de ciências, compreender os conhecimentos que formadores e professores constroem em diferentes contextos de formação e de atuação em que o ensino por investigação está presente. Com essa perspectiva teórica e metodológica, pretende-se compreender as transformações ocorridas nas diferentes dimensões do currículo, reconhecendo quais são as ações (objetivos, estratégias, reflexões) envolvidas nos diferentes contextos de formação de professores de ciências da Rede Municipal que propiciam experiências relevantes de aprendizagem docente sobre AC e EnCI. Por fim, espera-se que seja possível sistematizar elementos, características e princípios presentes nos diferentes contextos de formação que possam contribuir para a elaboração de propostas de formação de professores de ciências em âmbitos diversos. (AU)