Busca avançada
Ano de início
Entree

Interação do material particulado do diesel (DEP) e de hormônios sexuais (estrogênio, progesterona e testosterona) no metabolismo endócrino e de xenobióticos em células do epitélio brônquico humano da linhagem BEAS-2B

Processo: 19/00183-4
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 30 de novembro de 2022
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Toxicologia
Pesquisador responsável:Mariangela Macchione
Beneficiário:Mariangela Macchione
Instituição Sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo , SP, Brasil
Pesquisadores associados:Bryan Eric Strauss ; Daniela Perroni Frias ; Kelly Yoshizaki ; Thais Mauad
Assunto(s):Poluição atmosférica  Xenobiótico  Material particulado  Motores diesel  Doenças respiratórias  Mucosa respiratória  Doenças do sistema endócrino  Testosterona  Progesterona 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Aril hidrocarboneto | Beas-2B | Estrogênio | Material Particulado do Diesel | progesterona | Testosterona | Toxicologia

Resumo

A poluição atmosférica nos dias de hoje, é alvo de muitas pesquisas relacionadas diretamente a saúde humana. Existem muitos dados sugerindo que a poluição atmosférica causa muitas doenças cardiorrespiratórias entre outros fatores e que a mesma pode afetar muito mais as mulheres do que os homens. Entre os principais poluentes estudados, as partículas de exaustão de motores a diesel (DEP) têm uma grande capacidade de mimetizar hormônios estrogênios, podendo então atuar nas vias metabólicas do mesmo. Ou outra sugestão, seria o próprio estrogênio atuar na via de metabolização de xenobioticos (via do aryl hidrocarboneto), aumentando esta predisposição feminina a doenças respiratórias crônicas. Sendo assim este estudo busca identificar alterações nas vias metabólicas endócrina e de xenobióticos; e na viabilidade celular de células do epitélio brônquico humano (BEAS -2B), associadas a altas concentrações de hormônios sexuais como o estrogênio, a progesterona e a testosterona quando expostas a este material particulado do diesel. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)