Busca avançada
Ano de início
Entree

Desenvolvimento de um biofertilizante à base de bactérias promotoras de crescimento vegetal

Processo: 19/08867-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de outubro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Pesquisador responsável:Paula Cristiane Machado
Beneficiário:Paula Cristiane Machado
Empresa:J&C Ferreira Pesquisa e Desenvolvimento Ltda
CNAE: Pesquisa e desenvolvimento experimental em ciências físicas e naturais
Município: Barretos
Pesq. associados: Paulo Henrique Marques de Andrade ; Paulo Teixeira Lacava
Bolsa(s) vinculada(s):19/27332-0 - Desenvolvimento de um biofertilizante à base de bactérias promotoras de crescimento vegetal, BP.PIPE
Assunto(s):Fertilizantes biológicos  Controle biológico  Condicionadores do solo  Micro-organismos  Crescimento vegetal 

Resumo

A J&C Ferreira Pesquisa e Desenvolvimento Ltda iniciou suas atividades em 2016 com o intuito de desenvolver produtos destinados ao mercado agrícola com a percepção da necessidade de atender o segmento de produtos biológicos devido ao aumento da procura por este tipo de produto no setor do agronegócio. O setor agrícola é um dos principais impulsionadores da economia nacional e a demanda de produtos com pacotes biotecnológicos capazes de contribuir para um bom rendimento de produção das lavouras e reduzir custos aos produtores são essências para a expansão do setor. A interação benéfica entre planta e microrganismo vem ganhando atenção nos últimos anos e esta em fase de expansão, demonstrando-se eficiente e com diversos nichos no setor agrícola, sendo de grande importância global e local no equilíbrio dinâmico dos ecossistemas. A utilização desses microrganismos capazes de promover o crescimento vegetal se apresenta como uma alternativa sustentável na busca de promover o aumento da produção de culturas agrícola. Algumas dessas bactérias são capazes de promover o das plantas, sendo denominadas de bactérias promotoras de crescimento vegetal e podem ser isoladas na rizosfera ou endofiticamente. Esses microrganismos são capazes de promover o crescimento da planta de maneira direta com o aumento da disponibilização de nutrientes, como a fixação biológica de nitrogênio (FBN), solubilização de fosfato mineral, solubilização de potássio e o fornecimento de substâncias reguladores do crescimento de plantas como ácido indol acético (AIA) ou de forma indireta podendo ocorrer pela supressão de microrganismos patogênicos na rizosfera e nos tecidos internos da planta por meio de antibiose, competição por espaço e nutrientes, parasitismo e de indução de resistência sistêmica (IRS). A IRS vem se destacando na ultima década como uma forma eficiente de proteção fitopatógenos, despertando uma nova visão entre pesquisadores na busca de promover essa indução de resistência por meio de nutrientes, fitohormonios, aminoácidos e proteínas, que estão sendo redescobertas como fundamentais para a sanidade das plantas, considerando que atualmente a utilização de defensivos químicos já não está mais demonstrando alta eficiência devido a resistência de algumas pragas e doenças. A utilização desses microrganismos vem sendo apontada como alternativa viável para sistemas de produção agrícolas ecológica e economicamente sustentáveis. Diante disto, o projeto proposto visa colocar no mercado um produto biológico eficiente à base de um consorcio de bactérias promotoras de crescimento vegetal. Isolados endofiticos e rizosféricos dos gêneros Bacillus sp., Pseudomonas sp.; Serratia sp.; e outros gêneros, pertencentes a coleção do laboratório de Microbiologia e Biomoléculas da Universidade Federal de São Carlos, foram caracterizados previamente e demonstraram habilidades "in vitro" em solubilização de fosfato, FBN, produção de altas concentrações de AIA, atividades enzimáticas e antagônicas a fungos fitopatogênicos. O biofertilizante gerado neste projeto possui grande potencial comercial, pois se apresenta como uma alternativa ecológica e eficiente na reconstrução da microbiota benéfica do solo capaz de promover um incremento na produtividade de culturas de importância agrícola e ser uma alternativa eficiência na redução de produtos químicos que acarretam grandes problemas ambientais e possui menor custo quando comparado aos demais tipos de adubos. (AU)