Busca avançada
Ano de início
Entree

Pesquisa e desenvolvimento de sistema otimizado e semi-automatizado da biofábrica Hakkuna para produção massal de grilos Gryllus assimilis (Orthoptera: Gryllidae )

Processo: 19/00735-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2020 - 30 de novembro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Marcelo Romano Teixeira
Beneficiário:Marcelo Romano Teixeira
Empresa:HAKKUNA ALIMENTICIOS LTDA
CNAE: Criação de animais não especificados anteriormente
Fabricação de produtos alimentícios não especificados anteriormente
Atividades profissionais, científicas e técnicas não especificadas anteriormente
Município: Piracicaba
Pesq. associados:Carlos Cesar Aparecido Eguti ; Thiago de Araújo Mastrangelo
Assunto(s):Entomologia 

Resumo

O presente projeto de pesquisa objetiva o desenvolvimento de um sistema semi-automatizado de produção em larga escala de grilos Gryllus assimilis em biofábrica, visando a geração de em escala industrial de matéria-prima suficiente para a produção de barras proteicas da empresa Hakkuna. A automatização da criação de grilos representa a maior inovação tecnológica do projeto, pois grande parte da criação de insetos desenvolvida hoje ocorre de forma artesanal, independente do seu objetivo final, com altos gastos e necessidade de muitas horas de trabalho diário. O projeto ainda vai além da questão referente à produção, incluindo metodologias de reaproveitamento dos resíduos produzidos durante cada lote e o acompanhamento da preferência alimentar dos consumidores em relação a esta fonte proteica. Dessa forma, a empresa Hakkuna produzirá de forma sustentável e ciente das preferências dos clientes. Para otimização da produção massal, objetiva-se pesquisar desde assuntos referentes a dietas específicas para a espécie de grilo em questão, gaiolas de criação, substratos de oviposição, já que assuntos referentes a insetos destinados a alimentação humana são escassos e pouco explorados na literatura. Além disso, espera-se a construção do protótipo de uma biofábrica semi automatizada para a produção em larga escala desse inseto, reduzindo de forma significativa os desperdícios de água e alimento, assim como a dependência de mão de obra diária na criação. Outros aspectos importantes também serão avaliados como a possibilidade de produção de um subproduto a partir dos resíduos produzidos durante a criação.Tais resíduos, formados por fezes e restos de ecdises, representam um material de alto nível nutricional, podendo ser reaproveitado como matéria prima para ração de animais de pequeno porte ou mesmo adubo. (AU)