Busca avançada
Ano de início
Entree

Transmissão perceptualmente eficiente de vídeo Ominidirecional editado

Processo: 18/23086-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 30 de novembro de 2021
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Elétrica - Telecomunicações
Convênio/Acordo: MCTI/MC
Pesquisador responsável:Marcelo Menezes de Carvalho
Beneficiário:Marcelo Menezes de Carvalho
Instituição-sede: FAC TECNOLOGIA/UNB
Pesq. associados: Mylene Christine Queiroz de Farias
Assunto(s):Realidade virtual  Atenção visual  Rede de comunicação 

Resumo

O principal objetivo deste projeto é desenvolver um novo algoritmo para transmissão adaptativa de vídeo omnidirecional (ou 360 graus) através da Internet, que esteja alinhado à transmissão de vídeos editados, ou seja, vídeos formados por sequências de cenas e cortes (ex: filmes, programas de TV, etc). Atualmente, a maioria dos trabalhos desenvolvidos nesta área parecem assumir que os vídeos em 360 graus serão sempre uma sequência única, sem cortes, gravada a partir de uma câmera omnidirecional. Neste projeto, antecipamos novas aplicações e uso destes vídeos, em que o trabalho de edição será melhor explorado para a criação de vídeos 360 graus mais imersivos. Neste sentido, a própria edição em 360 graus precisa ser estudada, e neste projeto nós exploraremos a edição em cortes a partir do uso de técnicas de detecçao de pontos de saliência nas imagens, que atraem a atenção do espectador. Assim, a partir da detecção destes pontos de interesse nas cenas, e o entendimento de seu impacto na percepçao de qualidade do vídeo, a edição de cortes poderá ser feita de maneira inteligente de forma a também facilitar o trabalho do esquema de transmissão adaptativa no lado cliente da aplicação. Neste caso, utilizando-se do realinhamento do campo de visão das cenas nos pontos de corte, o descarregamento antecipado de cenas pode ser realizado de maneira mais eficiente, facilitando o trabalho sempre complicado de predição da direção de visualizaçao do usuário no vídeo 360 graus. Neste sentido o algoritmo de transmissão adaptativa aqui proposto explorará o descarregamento inteligente de porções do vídeo omnidirecional, tanto com relação aos pontos de corte como na sequências entre cortes, em que o usuário terá toda a liberdade de explorar a cena. Mais ainda, além do aspecto temporal, importante para antecipação e uso eficinte dos recursos, também será explorado a dinâmica espacial dos quadros de imagem, a partir de uma abordagem que levará em consideração a qualidade perceptual do vídeo. Ao final deste projeto, pretende-se entregar um conjunto de bancos de dados sobre vídeos omnidirecionais editados, a partir das técnicas de saliência e detecção de pontos de interesse, assim como o próprio esquema de transmissão adaptativa. O projeto prevê o trabalho colaborativo com mais dois pesquisadores associados, sendo um deles da University of Texas at Dallas, e a outra da Universidade de Brasília. (AU)