Busca avançada
Ano de início
Entree

Análise da viabilidade técnica e comercial de uma máquina portátil de baixo custo para digitalização de documentos históricos de grandes dimensões visando preservação digital e democratização do conhecimento

Processo: 18/22384-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2019 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Engenharias - Engenharia Mecânica - Projetos de Máquinas
Pesquisador responsável:Roberto Fray da Silva
Beneficiário:Roberto Fray da Silva
Empresas:Empresa a definir
Vulcano Equipamentos para Digitalização Ltda
CNAE: Fabricação de equipamentos de informática
Fabricação de equipamentos e instrumentos ópticos, fotográficos e cinematográficos
Atividades de bibliotecas e arquivos
Município: São Paulo
Pesquisadores principais:Fernando Hattori
Assunto(s):Preservação digital  Digitalização  Hardware  Scanner  Softwares  Democratização do conhecimento  Documentos 

Resumo

A digitalização de acervos de documentos históricos vem aumentando a sua importância devido a diversos fatores, relacionados tanto a hardware quanto a software e processos operacionais (MARTINS, RODRIGUES, NUNES, 2008; LYNCH, 2003; SILVA et al, 2017). Os principais benefícios desta digitalização são: (i) maior acessibilidade e democratização do conteúdo destes documentos; e (ii) redução na manipulação dos documentos originais. A digitalização destes documentos é complexa devido à sua fragilidade e à variedade de tipos e formatos. Estes são uma fonte de informações sobre locais em um ponto no tempo, termos e linguagem utilizados na época de sua produção e possibilitam a extração de relações espaciais entre os locais (SCHONEBERG; SCHMIDT; HOHN, 2013). Exemplos de instituições que possuem estes tipos de acervos são os museus, escolas de engenharia e arquitetura, arquivos, bibliotecas, companhias de distribuição de água e energia elétrica, dentre outros. Porém, uma parte significativa destes documentos possui dimensões maiores que o formato A1 (59,4 cm x 84,1 cm), não sendo atendidos de forma satisfatória pelos hardwares de digitalização disponíveis. Estes podem custar mais de R$700.000 e, em muitos casos, não geram imagens com a qualidade adequada. O foco deste projeto é desenvolver hardware, software e processos operacionais atrelados a estes que permitam a digitalização em alta qualidade de documentos frágeis de grandes dimensões com baixo custo e em um menor tempo. Estima-se que o mercado potencial no Estado de São Paulo seja de no mínimo R$6.54 milhões, considerando-se a venda de máquinas e a prestação de serviços de digitalização em parceria com terceiros. (AU)