Busca avançada
Ano de início
Entree

Produção de camarão marinho (Litopenaeus vannamei) em sistemas de bioflocos super-intensivos, em baixas salinidades e em regiões não costeiras

Resumo

O presente projeto tem como objetivo principal a validação tecnológica de sistema de produção do camarão branco do Pacífico Litopenaeus vannamei, com características que permitam a sua exploração comercial em regiões atualmente não consideradas para carcinicultura comercial: a) cultivo em sistemas de bioflocos, b) produção super-intensiva, c) operação em baixa salinidade e com água salinizada artificialmente e d) custos de produção compatíveis com valores de venda do produto final. Alguns deste objetivos foram já parcialmente atingidos no decorrer da Fase 1 do Processo 2017/00668-2, onde conseguiu-se: a) condução de ciclo completo em sistema super-intensivo, com água salinizada artificialmente longe da costa; b) comprovação de viabilidade de utilização de água salinizada artificialmente, versus utilização de água do mar concentrada; c) condução do ciclo com fase de berçário e engorda sem descarte de efluente e com reuso total de água. Entretanto, alguns gargalos e dificuldades enfrentados na Fase 1, podem ser contornados com a execução da Fase 2 propostas: a) melhor controle da temperatura; b) aquisição de dados técnicos (temperatura, oxigenação) em tempo real, c) manejo de efluentes para descarte e/ou reuso de água, d) acompanhamento e controle microbiano dos bioflocos; e) acompanhamento e ajuste do balanço iônico das águas de produção. O cultivo de camarões brancos do Pacífico (Litopeneaus vannamei) em bioflocos (BFT) vem sendo estudado há anos por diversas instituições acadêmicas no Brasil - inclusive no estado de São Paulo - mas o escalonamento da tecnologia e a transposição dos limites da Academia para o mundo empresarial não ocorreu até o presente momento. A Peixe do Mar Aquicultura tem como objetivo liderar a implantação desta nova agroindústria produtora de camarões no estado de São Paulo, principalmente levando em consideração a recente autorização do Instituto de Pesca para a produção desta espécie exótica em tanques escavados e/ou construídos. O projeto deverá ser conduzido na sede da empresa em Holambra (200 km do litoral paulista) e deverá subsidiar os planos de expansão comercial da empresa, já em 2020. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)