Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de uma nova superfície de implante recoberta por hidroxiapatita em escala nanométrica associada ao uso de L-PRF. estudo in vivo em modelo ósseo deficiente

Processo: 19/04468-3
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2020 - 31 de janeiro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Periodontia
Pesquisador responsável:Sérgio Luís Scombatti de Souza
Beneficiário:Sérgio Luís Scombatti de Souza
Instituição-sede: Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto , SP, Brasil
Assunto(s):Microtomografia  Implantodontia  Histomorfometria  Osteoporose 

Resumo

A utilização dos implantes dentários tem sido uma ferramenta de extrema relevância nas rea-bilitações orais. No entanto, existem algumas doenças e condições sistêmicas, como a osteo-porose, que podem influenciar negativamente o processo de osseointegração. Modificações na microtopografia e na superfície dos implantes, bem como o uso do Plasma Rico em Fibrina e Leucócitos (L-PRF), são estratégias que tem sido utilizadas para promover um melhor e mais rápido contato entre o osso e o implante. Assim, levando-se em consideração o desenvolvimento de novas superfícies de implantes visando à melhora qualitativa e quantitativa do fenômeno de osseointegração e, por outro lado, a deficiência cicatricial de indivíduos com osteoporose, os quais podem ser utilizados como modelo com reparo ósseo deficiente, o objetivo deste projeto é realizar um estudo in vivo para avaliar a resposta biológica de uma nova superfície de implante de 4º geração, modificada pela adição de nano-hidroxiapatita, associada ou não ao L-PRF, por meio de análises histomorfométrica, microtomográfica e de expressão gênica. Para tal, serão instalados mini-implantes com adição de nano-hidroxiapatita (n=48) ou com duplo ataque ácido (n=48) nas tíbias de ratas osteoporóticas ou saudáveis, associando-se ou não à membrana de L-PRF. Todos os mini-implantes serão especialmente preparados pela empresa S.I.N. para esta pesquisa e terão macroestrutura igual, com mesmo formato de parafuso e medindo 2,7 mm de comprimento e 1,4 mm de diâmetro. Os animais serão eutanasiados 7 e 30 dias após a instalação dos implantes pela administração de uma dose letal intraperitoneal (150 mg/kg) de tiopentato de sódio. As tíbias direitas serão removidas e fixadas para posterior análise tri-dimensional microtomográfica e processamento histológico, enquanto as esquerdas serão processadas para avaliação da expressão gênica do Fator de transcrição "runt related" 2 (Runx2), Fosfatase Alcalina (AlP), Osteocalcina (Oc), Osteopontina (Opn), Osteoprotegerina (Opg), Receptor ativador do fator nuclear Kappa-B (Rank) e Receptor ativador do fator nuclear Kappa ligante (Rank-L). Os resultados obtidos serão expressos como média ± desvio padrão dos grupos em cada período. Serão realizados pré-testes para avaliar a normalidade dos dados. Com base nos resultados, serão selecionados os testes estatísticos apropriados para analisar as diferenças entre grupos em cada período (7 e 30 dias) e intra-grupos, em relação aos diferentes tempos. Em todas as análises, será considerado o nível de significância de 5% (p<0,05). (AU)