Busca avançada
Ano de início
Entree

Efeito do peptídeo natural crotamine da cascavel SulAmericana em Candida auris, um patógeno humano emergente com resistência antifúngica multidroga

Processo: 19/09489-9
Modalidade de apoio:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Artigo
Vigência: 01 de dezembro de 2019 - 31 de julho de 2020
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Farmacologia - Farmacologia Bioquímica e Molecular
Pesquisador responsável:Mirian Akemi Furuie Hayashi
Beneficiário:Mirian Akemi Furuie Hayashi
Instituição Sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo , SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:17/02413-1 - Validação da crotamina como biomarcador e avaliação do seu potencial uso na terapia de doenças humanas, AP.R
Assunto(s):Peptídeos  Antifúngicos  Crotamina  Resistência  Compostos bioativos  Candida auris 
Palavra(s)-Chave do Pesquisador:Antifúngico | Candida auris | crotamina | peptídeo | Resistência | compostos naturais

Resumo

Resumo: 1) Histórico: As infecções por Candida invasivas são uma preocupação médica crescente e as opções de tratamento são limitadas a poucas classes de fármacos antifúngicos, com eficácias limitadas dependendo do organismo infeccioso. Nesse cenário, infecções invasivas causadas por Candida auris multirresistentes estão surgindo em vários lugares do mundo como importantes infecções associadas aos cuidados de saúde. Como os peptídeos antimicrobianos (PAMs) exercem suas atividades principalmente por meio de mecanismos que envolvem a ruptura das membranas, os PAMs têm uma menor chance de induzir resistência às drogas se comparados os antimicrobianos químicos em geral. Curiosamente, descrevemos anteriormente o potente efeito candicida de uma PAM que éa crotamina de cascavel contra isolados clínicos referencias e resistentes ao tratamento, e sem apresentar atividade hemolítica; 2) Métodos: Avaliamos a susceptibilidade antifúngica de várias cepas de Candida spp. isoladas de diferentes pacientes usando o ensaio de microdiluição CLSI, e a atividade antifúngica da crotamina nativa foi avaliada por um ensaio de microdiluição de inibição do crescimento microbiano; 3) Resultados: Apesar de todos os isolados de Candida avaliados serem resistentes à anfotericina B e ao fluconazol, a crotamina (40 - 80 µM) apresentou atividade in vitro contra a maioria dos isolados testados; 4) Conclusões: sugere-se que este polipeptídeo nativo da cascavel sul-americana Crotalus durissus terrificus tenha potencial como modelo estrutural para a geração de uma nova classe de compostos antimicrobianos com poder de combater Candida spp. multirresistente. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Matéria(s) publicada(s) em Outras Mídias (0 total):
Mais itensMenos itens
VEICULO: TITULO (DATA)
VEICULO: TITULO (DATA)